NOTÍCIA ANTERIOR
Sensação térmica no Rio chega a 44,5°C antes de meio-dia
PRÓXIMA NOTÍCIA
Menino de 13 anos morre enforcado durante jogo transmitido pela internet
DATA DA PUBLICAÇÃO 17/10/2016 | Geral
Você sabe o que é poluição luminosa?
Você sabe o que é poluição luminosa?
A iluminação pública nas grandes cidades é fundamental para garantir a segurança noturna da população, bem como valorizar construções arquitetônicas. Porém, o excesso de iluminação dos centros urbanos pode causar um problema ambiental conhecido como poluição luminosa.

Você já notou que lugares rurais ou afastados dos grandes centros parecem ter um céu mais estrelado e limpo? Isso ocorre porque esses locais contam com pouquíssima ou nenhum tipo de iluminação artificial.

O que é a poluição luminosa?

Existem diversos tipos de poluições: visual, térmica, sonora, atmosférica e também luminosa. Ao contrário do que se pensa, a luz também pode ser prejudicial para o meio ambiente.

A poluição ambiental ocorre a partir do momento em que o homem provoca direta ou indiretamente um efeito negativo no seu equilíbrio. Melhorias nas tecnologias de iluminação podem estar agravando este problema, resultando no que chamamos de poluição luminosa. Trata-se do uso excessivo de luz artificial que acaba por afetar o ecossistema, reduzindo a capacidade de visualização do céu, comprometendo a observação astronômica.

Esse fenômeno se iniciou há tempo, porém, não tinha a intensidade que possui nos dias atuais. O surgimento das primeiras iluminações públicas com a luz elétrica já causou um impacto enorme na forma como enxergamos a Via Láctea.

Principais problemas

● Um sistema obsoleto de iluminação faz com que se gaste mais energia do que o necessário, uma vez que grande parte da luz é dispersa para atmosfera
● A luz projetada horizontalmente bloqueia a luz dos astros, impedindo a observação do céu a olho nu
● A poeira atmosférica difunde a luz projetada e forma o halo noturno nos centros urbanos
● A poluição luminosa altera nosso organismo, que precisa de períodos de escuridão para efeitos reparadores, como produção do hormônio do sono; desorienta as aves com a luz projetada para a atmosfera; os peixes; as plantas e os insetos

Iluminação correta minimiza a poluição luminosa

Nos últimos anos, as lâmpadas incandescentes vêm sendo gradativamente substituídas por tecnologias mais eficientes, econômicas e amigáveis para o meio ambiente. Com a evolução do setor de iluminação e surgimento das lâmpadas LED, esse consumo reduziu bastante, sobretudo na iluminação pública. As lâmpadas de LED são a grande aposta para o futuro da iluminação externa.

Outra medida que minimiza a poluição luminosa nas cidades é o posicionamento correto das luzes, que devem ser apontadas para o solo, a fim de oferecer melhor visibilidade para pessoas e veículos.

Acesse: loja.ledplanet.com.br

Por loja.ledplanet.com.br
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Geral
25/09/2018 | Golpe do ''motoboy'' é o crime da moda
25/09/2018 | Há quatro meses faltam medicamentos no SUS
25/09/2018 | Redução de pressão de água é eficaz, mas exige medidas, diz professor
As mais lidas de Geral
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6233 dias no ar.