NOTÍCIA ANTERIOR
Fatecs abrem inscrições para o vestibular 2008 nesta quinta
PRÓXIMA NOTÍCIA
Governo federal vai contar moradores de rua na região
DATA DA PUBLICAÇÃO 04/10/2007 | Cidade
Vice-prefeita de Mauá deixa o PSDB após reunião
A vice-prefeita de Mauá, Leni Walendy, não é mais filiada ao PSDB. Ontem à noite, ela entregou a carta de desfiliação após reunião no diretório municipal da legenda.

Dessa forma, Leni segue os passos do marido, Sérgio Walendy, atual secretário de Planejamento e Meio Ambiente, que deixou a legenda no último dia 27.

Se quiser disputar as eleições do ano que vem, a vice-prefeita de Mauá terá de se filiar hoje em algum partido, último dia estabelecido pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Na segunda-feira, durante reunião no diretório estadual, em São Paulo, a vice-prefeita havia se comprometido a subir no palanque do vereador Diniz Lopes, pré-candidato do partido a prefeito no ano que vem. Secretária de Educação de Mauá entre 1993 e 1996, Leni era filiada do PSDB desde a fundação da legenda, em 1989.

O presidente municipal do partido, o vereador Carlos Alberto Polisel, disse que ela não cumpriu o que havia dito há três dias. “Ficou ruim para ela. Tudo o que a Leni afirmou em São Paulo caiu por terra com essa desfiliação.”

Polisel, que pode ser o vice de Diniz, acredita que o prefeito de Mauá, Leonel Damo (PV), tenha influenciado na decisão de Leni. “Agora posso dizer com tranqüilidade que o PSDB está, de fato, fora do governo municipal.” Em julho, Polisel rompeu com Damo e engrossou a oposição na Câmara. No início de agosto, o irmão do parlamentar, o empresário Sidnei Polisel, deixou o comando da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social, alegando que havia sido desprezado pelo prefeito.

Vice Presidente

Na reunião de ontem, que durou cerca de duas horas e terminou por volta das 22h, o PSDB também elegeu o novo vice-presidente municipal, no lugar de Sérgio Walendy. É José Antonio Acemel, o Espanhol. Ele também criticou a atitude de Leni. “Foi falta de comprometimento com a candidatura do PSDB.”

O tucano disse que, assim como Sérgio, ela fez a escolha pelo cargo. “Ela optou pelo poder e não pelo partido.” Espanhol também estranhou a convocação para a reunião, feita pela própria Leni. “O encontro estava marcado para a próxima segunda-feira, mas ela pediu que fosse hoje (ontem). Não sei os motivos.” Ele disse que Leni não falou sobre o futuro político dela.

A vice-prefeita não foi localizada após a reunião. Também ontem à noite, Diniz não foi encontrado.

Por Sérgio Vieira - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6335 dias no ar.