NOTÍCIA ANTERIOR
Governo federal libera pacote de recursos para a rede de urgência e emergência
PRÓXIMA NOTÍCIA
Anvisa determina apreensão de tintas para tatuagem da marca Supreme
DATA DA PUBLICAÇÃO 10/01/2014 | Saúde e Ciência
Verão exige cuidados extras com a saúde que vão muito além da pele
Verão exige cuidados extras com a saúde que vão muito além da pele De acordo com a estimativa do Inca, em 2014 devem ser registrados mais de 190 mil casos de câncer de pele no Brasil e aproximadamente 2 mil vítimas fatais
De acordo com a estimativa do Inca, em 2014 devem ser registrados mais de 190 mil casos de câncer de pele no Brasil e aproximadamente 2 mil vítimas fatais
Insolação, dengue, conjuntivite, leptospirose e doenças de pele são comuns nesta época do ano e pedem atenção dobrada

A combinação verão, férias, praia e clube é divertida, mas sem os devidos cuidados pode ser perigosa para a saúde. O calor excessivo, as chuvas, a exposição prolongada ao sol e os banhos em piscinas, cachoeiras ou praias trazem doenças como a desidratação, insolação, dengue, intoxicação alimentar, hepatite A, micoses, conjuntivite e leptospirose. Todas típicas do verão que vêm acompanhadas dos sintomas como diarréia, febre, fraqueza, mal estar, vômitos e dores de cabeça.

Para evitar problemas, os especialistas recomendam beber muita água, evitar a exposição do sol no período mais forte, entre 10h e 16h, usar roupas leves e protetor solar a cada duas horas, além de fazer uma alimentação rica em carboidrato e livre de gordura animal. “Em dias com calor acima de 30 graus estima-se uma perda líquida (do corpo) de 2,5 litros ao dia, por isso, é importante ingerir constantemente líquidos”, explicou o cardiologista e diretor da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, José Luiz Aziz.

Além da perda de líquidos corporais pela transpiração, o frequente contato com a água em clubes e praias deixa a pele úmida por mais tempo, o que favorece o aparecimento de micoses nas virilhas, pés ou unhas. “Inicia-se sempre por uma pequena lesão vermelha, provoca escamação contínua da pele e coceira”, alertou Aziz. A dica é evitar dividir toalhas ou roupas, diminuir o uso de equipamentos coletivos que não tenham um controle ou manutenção adequados como piscinas, saunas e banheiras.

HIDRATAÇÃO

De acordo com o professor de Dermatologia da FMABC (Faculdade de Medicina do ABC) Marcos Martinez, para manter a pele saudável no verão também é necessário hidratar, evitar banhos quentes e com buchas, além de usar chapéus e óculos de sol. “Assim o verão não vira um transtorno, e sim uma curtição saudável e consciente”, argumentou. A professora de Dermatologia da FMABC Daniela Presente Taniguchi ainda alerta aos perigos da exposição excessiva ao sol. “O sol pode provocar frouxidão do colágeno e flacidez, além de espessamento da pele, manchas e câncer”, ressaltou.

De acordo com a estimativa do Inca (Instituto Nacional do Câncer), em 2014 devem ser registrados mais de 190 mil casos de câncer de pele no Brasil e aproximadamente 2 mil vítimas fatais. Este câncer ainda é o de maior incidência no País, mas pode ser combatido com medidas simples como usar protetor solar e evitar exposição nos horários de sol forte. “Quem não vai para a praia também precisa tomar cuidado no dia-a-dia com a radiação solar”, comentou Daniela. A Sociedade Brasileira de Dermatologia recomenda o uso de protetor solar com fator 30, no mínimo.

Por Claudia Mayara - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Saúde e Ciência
20/09/2018 | Campanha contra sarampo e poliomielite segue na região
19/09/2018 | É melhor dormir com ou sem meias?
19/09/2018 | Forma de andar mostra os vícios de postura
As mais lidas de Saúde e Ciência
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6193 dias no ar.