NOTÍCIA ANTERIOR
Escola de SP não separa alunos por séries e troca disciplinas por projetos
PRÓXIMA NOTÍCIA
Professora é demitida no México por exibir a alunos filme sobre ativista gay
DATA DA PUBLICAÇÃO 11/12/2012 | Educação
UFABC obtém nota máxima em avaliação do Ministério da Educação
UFABC obtém nota máxima em avaliação do Ministério da Educação Foto: abcdreal.com.br
Foto: abcdreal.com.br
Instituição está entre as 27 melhores colocadas em todo o País

A UFABC (Universidade Federal do ABC) obteve nota máxima (5) no IGC (Índice Geral de Cursos) do MEC (Ministério da Educação). Foram avaliadas 2.136 universidades, faculdades e centros universitários em 2011 e a Federal do ABC está entre as 27 instituições de ensino superior do Brasil que conseguiram o conceito máximo.

O índice avalia cursos de graduação, mestrados e doutorados com base na média ponderada nos conceitos preliminar de curso e na nota do Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). Para o pró-reitor de graduação da UFABC, Derval dos Santos Rosa, a nota é reflexo de uma série de fatores, como o corpo docente formado exclusivamente por doutores.

“Ressaltaria o engajamento dos dicentes, a questão do projeto interdisciplinar, que dá liberdade para que o aluno faça sua gestão acadêmica, podendo fazer as disciplinas de acordo com o interesse e respeitando as matrizes. Além disso, temos um corpo docente qualificado, além de infraestrutura adequada, o que colocou muitos dos nossos cursos entre os melhores do País”, elencou o pró-reitor.

Além da UFABC, outras 28 instituições de ensino superior do ABCD participaram da avaliação. A Faculdade de Direito de São Bernardo, FMABC (Faculdade de Medicina do ABC), Faculdade de Tecnologia Termomecanica e ESAG (Escola Superior de Administração e Gestão) conseguiram nota 4.

Outras faculdades da Região obtiveram conceito 3, como a Metodista, UniABC, USCS (Universidade Municipal de São Caetano), Instituto Mauá de Tecnologia, Anhanguera, FEI (Fundação Educacional Inaciana) e Fundação Santo André.

Cinco instituições receberam nota 2, considerada insuficiente pelo MEC. São elas: FAPSS (Faculdade Paulista de Serviço Social de SCS), Fia (Faculdade Interação Americana), Estácio Santo André, Fapan/São Bernardo, Fatep (Faculdade de Tecnologia Pentágono).

De acordo com dados do IGC, 27% dos cursos não alcançaram desempenho suficiente de acordo com os parâmetros do MEC e tiveram notas 1 e 2. A nota mínima da instituição para participar de políticas como o ProUni (Programa Universidade para Todos) e o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é 3. Caso não alcance a meta, a instituição pode ser punida.

* Com agência Brasil

Por Rosângela Dias - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Educação
21/09/2018 | Ensino superior cresce no País, mas graças à modalidade a distância
19/09/2018 | Em crise financeira, UFABC tenta definir objetivos para 2019
18/09/2018 | Cidade francesa muda pátio de pré-escola para favorecer a igualdade de gênero
As mais lidas de Educação
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6328 dias no ar.