NOTÍCIA ANTERIOR
São Caetano faz sessão rápida diante de ato contra taxa do lixo
PRÓXIMA NOTÍCIA
Fux anuncia auditoria em tempo real em urnas no dia da eleição
DATA DA PUBLICAÇÃO 08/02/2018 | Política
Tucanos da região iniciam embarque em projeto de França
Tucanos da região iniciam embarque em projeto de França Maranhão se reúne com vice- governador e indica apoio ao socialista na sucessão de Alckmin. Foto: Caio Arruda/Arquivo DGABC
Maranhão se reúne com vice- governador e indica apoio ao socialista na sucessão de Alckmin. Foto: Caio Arruda/Arquivo DGABC
Tucanos do Grande ABC começaram a embarcar no plano do prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), para que o partido apoie a candidatura de Márcio França (PSB), vice-governador do Estado e que vai assumir o Palácio dos Bandeirantes após a desincompatibilização de Geraldo Alckmin (PSDB), que busca ser presidenciável.

Ontem, o prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (PSDB), foi ao Palácio dos Bandeirantes e, em reunião com França, anunciou adesão ao projeto eleitoral do socialista. A informação foi confirmada pelo prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), que tem atuado como coordenador da empreitada de França na Região Metropolitana. “O apoio do prefeito Maranhão é muito importante. Mostra que grande parte do PSDB vê o nome de Márcio como o melhor para a eleição (ao governo do Estado). O Márcio será um governador municipalista e que vai oxigenar as discussões. O Maranhão é uma grande figura, foi presidente do Consórcio, homem de palavra e credibilidade. Vem para somar”, afirmou Atila.

Maranhão, por sua vez, foi mais cauteloso ao comentar a agenda de ontem à tarde com Márcio França. Segundo o tucano, a pauta prioritária foi debater projetos do Estado a Rio Grande quando o vice-governador assumir o comando do Executivo estadual. Ele admitiu, no entanto, que temas eleitorais foram conversados.

“O foco tem de ser a vitória do governador Alckmin como presidente do Brasil. Vejo com bons olhos o Márcio França, mas respeito toda a liturgia do PSDB, como definições, convenções e debates”, discorreu Maranhão. “Estou otimista com o período que Márcio França ficará no governo do Estado. Ele é municipalista, sabe das dificuldades que nós, prefeitos, enfrentamos”, emendou. No mês passado, o tucano já havia dito que apoiar França seria possibilidade.

À noite, Paulo Alexandre reuniu cerca de 20 prefeitos da sigla no Estado para debater a viabilidade de movimento no PSDB para apoio a França. O encontro foi pautado por falas de reforço à liderança de Alckmin no processo de sucessão paulista e de apoio ao projeto presidencial dele.

Outra ala do tucanato refuta completamente a possibilidade de adesão ao projeto de França e fala em lançar candidato próprio. O plano A seria o prefeito da Capital, João Doria (PSDB), cuja empreitada é defendida por deputados estaduais e, no Grande ABC, pelo prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB).

Na região, os prefeitos de Santo André, Paulo Serra (PSDB), e de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), já haviam dito que apoiar França não poderia ser retirado do radar do PSDB. Os chefes de Executivo de Diadema, Lauro Michels (PV), e de Ribeirão Pires, Adler Kiko Teixeira (PSB), estarão no palanque de França.

Por Raphael Rocha - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Política
25/09/2018 | Bolsonaro inicia dieta branda e faz caminhada fora do quarto, diz boletim
21/09/2018 | Bolsonaro diz nunca ter cogitado volta da CPMF e fixa postagem no seu Twitter
20/09/2018 | Ibope: Em São Paulo, Bolsonaro se isola com 30% das intenções de voto
As mais lidas de Política
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6241 dias no ar.