NOTÍCIA ANTERIOR
Telefônica pede laudo sobre pane a centro de pesquisa
PRÓXIMA NOTÍCIA
Fiel morre soterrado durante obra de igreja em Diadema
DATA DA PUBLICAÇÃO 05/07/2008 | Setecidades
Suposto racha mata rapaz em avenida de São Bernardo
O estudante de Tecnologia em Logística Danilo Valadares dos Santos, 24 anos, morreu na madrugada de ontem ao bater com seu Gol 1.8 turbo, 1992, a mais de 140 km/h contra um muro na Avenida Lauro Gomes, em São Bernardo. Testemunhas dizem que ele disputava um racha contra um Audi preto, de condutor não-identificado, quando colidiu. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no Pronto-Socorro Central da cidade.

A faculdade em andamento, um bom emprego e a vida estável com a namorada não foram suficientes para manter Danilo distante dos carros, outra de suas paixões. O carro recém-adquirido era preparado para corridas.

O estudante estava acompanhado do vendedor Daniel Raime Antônios, 28 anos, também encaminhado ao PS Central. De lá, Daniel foi transferido no início da tarde para o Hospital Estadual Serraria, em Diadema, com trauma crânio-encefálico e até ontem à noite permanecia em estado grave.

As testemunhas afirmam que, na noite do acidente, Danilo já tinha participado de várias disputas. O sistema de freios superaquecido pode ter impedido o Gol de frear, lançando-o contra o muro. Pessoas que acompanhavam a disputa afirmam que não notaram nem mesmo a luz traseira, indicativa de desaceleração, acender antes do choque fatal.

O resgate teria chegado cerca de 30 minutos depois, e ainda conseguiu levar os dois amigos com vida até o pronto-socorro.

Familiares e amigos não compreendiam, durante o velório, no Cemitério Jardim da Colina, como "algo que sempre acontece com os outros" teria levado a vida de Danilo, um jovem descrito como dedicado ao trabalho e sem vícios. Apenas um aficionado por carros.

O estudante morava com os tios desde a morte da mãe, há seis anos. O pai faleceu quando ainda era criança. O familiar mais próximo era o primo Willian dos Santos Penteado, de mesma idade e com quem dividia o quarto na casa da família no Jardim Nazareth. "Ele gostava bastante de carro, e isso é natural entre os jovens, embora eu não curta tanto", explicou.

Willian acredita que o poder público poderia ter colocado barreiras que impedissem a morte do primo. "Não pode é uma via como aquela ficar sem radar, lombada e fiscalização", criticou.

Num canto do velório, outros primos da mesma faixa etária lamentavam o acidente com o "rapaz direito, que evitava confusão". "A gente espera que isso sirva de alerta", disse Débora dos Santos, 22.

No 1º Distrito Policial de São Bernardo, a ocorrência foi registrada como um acidente de trânsito comum. O caso será investigado pelo 6º DP. Por meio de nota, o CPA/M-6 (Comando de Policiamento Metropolitano - 6) informou que não há precedentes de disputas entre carros na Avenida Lauro Gomes.

Por William Cardoso - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6188 dias no ar.