NOTÍCIA ANTERIOR
Ciclistas terão que fazer cadastro para deixar bikes em terminais de ônibus
PRÓXIMA NOTÍCIA
Secretaria de Saúde de SP encontra mais quatro macacos mortos no Horto Florestal
DATA DA PUBLICAÇÃO 23/10/2017 | Geral
Sobrevivente tem alta e diz perdoar colega que o baleou
Um dos quatro estudantes baleados por um colega de classe na sexta-feira, 20, em Goiânia, disse no domingo, 22, após ter alta do hospital, que não pretende voltar a estudar no Colégio Goyases. O garoto de 13 anos disse em entrevista que sente "raiva" da escola, mas perdoa o atirador, um colega de classe, de 14 anos, que o baleou nas costas.

De acordo com a própria vítima, recentemente seus pais foram chamados à escola por ele ter brigado com outro adolescente, que o acusou de bullying. "No meu caso, levei suspensão. O menino estava planejando há um tempo e ninguém notou nada ou chamou os pais dele?", questionou.

O garoto declarou ter perdoado o autor dos disparos. "Só queria saber por que ele fez isso, mas raiva eu não tenho".

O garoto contou que estava fora da sala de aula no momento do primeiro disparo e que ele e um colega resolveram entrar para ver o que era o barulho. "Ele atirou em mim, eu caí e já fui para a sala do lado". O jovem disse que não era amigo do adolescente que efetuou os disparos e que estudava com ele há dois anos.

O estudante ficou internado no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) de sexta-feira até ontem. Outras três garotas, de 13 e 14 anos, seguiam internadas no Hugo e no Hospital de Acidentados de Goiânia até o início da tarde de ontem. No sábado, foram enterrados, na capital de Goiás, os dois garotos mortos no tiroteio, João Pedro Calembo e João Vitor Gomes, ambos de 13 anos.

Em nota divulgada no domingo, a escola pede uma profunda reflexão nas escolas e nos lares para evitar que futuros fatos parecidos voltem a acontecer. "Estamos dando total respaldo às famílias das vítimas e pedimos a Deus força para superar esse momento tão nebuloso", diz o texto. A nota afirma ainda que, durante a semana, a escola deve decidir uma nova proposta de calendário para continuar o ano letivo.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Por Estadão Conteúdo - Diário Online
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Geral
25/09/2018 | Golpe do ''motoboy'' é o crime da moda
25/09/2018 | Há quatro meses faltam medicamentos no SUS
25/09/2018 | Redução de pressão de água é eficaz, mas exige medidas, diz professor
As mais lidas de Geral
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6240 dias no ar.