NOTÍCIA ANTERIOR
Construção de alça de acesso é adiada
PRÓXIMA NOTÍCIA
Esburacada, Estrada dos Fernandes traz riscos a motoristas de Ribeirão
DATA DA PUBLICAÇÃO 19/12/2017 | Setecidades
São Caetano passa a monitorar 21 pontos contra roubo e furto
São Caetano passa a monitorar 21 pontos contra roubo e furto Cidade é a terceira da região a aderir ao Detecta, sistema que cruza informações de trânsito com dados da Polícia Militar. Foto: Claudinei Plaza/DGABC
Cidade é a terceira da região a aderir ao Detecta, sistema que cruza informações de trânsito com dados da Polícia Militar. Foto: Claudinei Plaza/DGABC
São Caetano é a terceira cidade do Grande ABC que passa a integrar o projeto Detecta, da SSP (Secretaria da Segurança Pública) de São Paulo – Santo André e Mauá já contam com a tecnologia. O município recebeu 21 pontos de monitoramento e 47 leitores (câmeras ou radares) após assinatura de convênio, ontem, que possibilitam o envio de alertas com informações de placas de veículos roubados ou furtados às viaturas da PM (Polícia Militar). Juntas, as três cidades somam 58 áreas monitoradas, sendo as regiões de divisa as principais.

Para implementação da tecnologia, a administração municipal investiu cerca de R$ 150 mil – foram adquiridos 37 equipamentos. A previsão é a de que o número de pontos monitorados de São Caetano suba para 27, com 65 itens instalados até janeiro. Com isso, 100% do município estará sob a fiscalização.

“As 13 entradas de São Caetano estão totalmente monitoradas e, até o fim do ano, serão 27 pontos. Também destacamos que a GCM (Guarda Civil Municipal) vai ter acesso às informações do sistema 24 horas”, observa a secretária municipal de Segurança, Elaine Maria Biasoli.

Conforme o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), o principal intuito da instalação do sistema é a diminuição dos índices de criminalidade. “Principalmente no que diz respeito ao roubo e furto de veículos, acredito que vamos ter uma queda geral, à medida em que o sistema ficar bem gerenciado e expandido”, confia.

Conforme os últimos dados estatísticos divulgados pela SSP, referentes ao mês de outubro, São Caetano registrou aumento da criminalidade. Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve alta de 16% nos roubos de veículos (passaram de 25 casos para 29) e 25,58% nos furtos de veículos (43 para 54).

De acordo com o delegado seccional de São Bernardo e de São Caetano, Aldo Galiano Júnior, o sistema Detecta também impacta na Polícia Civil, principalmente na questão da resolução de crimes. “Nas investigações, consegue-se estabelecer um roteiro do criminoso, o que possibilita chegar à autoria de crime. Também gera um material documental que serve para instruir prisões temporárias e definitivas.”

REGIÃO

Santo André foi a primeira cidade a implantar o projeto, em abril. São 19 pontos de monitoramento, sendo 88 câmeras no total. Conforme a Prefeitura, desde então, oito carros roubados foram recuperados por meio da tecnologia.

“Há um projeto de ampliação em andamento, com aportes financeiros do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). No momento, só a Polícia Militar tem a tecnologia para receber as informações. A integração com a GCM está em estudo”, informou, em nota, a administração.

Mauá assinou o convênio com a SSP no início do mês. Na cidade, são 18 radares de trânsito que, além de infrações, identificam veículos que foram roubados ou furtados. O sistema é integrado ao patrulhamento digital da GCM , que reúne todas as câmeras de monitoramento do município.

Três cidades estão em tratativa para aderir ao programa

As cidades de São Bernardo, Diadema e Ribeirão Pires informaram ter expectativa de implantar o Detecta e, por isso, já iniciaram tratativas junto à SSP (Secretaria da Segurança Pública) do Estado.

A negociação mais avançada é a de São Bernardo. A Prefeitura afirmou que espera que a oficialização seja firmada “o mais rápido possível”, sem precisar datas.

A administração destacou que a Secretaria de Segurança Urbana já submeteu documentação manifestando interesse pelo sistema capaz de cruzar dados de trânsito com os da polícia aos técnicos da SSP. Eles, por sua vez, já estiveram em vistoria técnica no CIM (Centro Integrado de Monitoramento), localizado na região central.

Toda cidade dispõe de 400 câmeras, sendo todas aptas para o Detecta. A administração municipal também tem projeto de ampliação dos equipamentos, inclusive com câmeras fixas para a leitura de placas e vídeo analítico.

Além disso, a Pasta de Segurança viabiliza estudos junto à Secretaria de Transportes e Vias Públicas, sobre a possibilidade de as câmeras que monitoram os semáforos e transporte coletivo – que possuem o sistema OCR (Reconhecimento Ótico de Caracteres) – serem integradas.

As demais cidades não responderam aos questionamentos do Diário.

Por Yara Ferraz - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6198 dias no ar.