NOTÍCIA ANTERIOR
Comerciante atira em três travestis
PRÓXIMA NOTÍCIA
Apagão na Telefônica prejudica delegacias, Poupatempo e INSS
DATA DA PUBLICAÇÃO 02/07/2008 | Setecidades
Santo André instalará câmeras até outubro
A Prefeitura de Santo André deve cumprir nos próximos meses uma antiga promessa feita aos moradores. A licitação das câmeras de monitoramento está praticamente concluída e 19 equipamentos serão instalados até outubro nas ruas da cidade. A informação foi dada ontem, durante a oficialização do GGI-M (Gabinete de Gestão Integrada Municipal).

O projeto exposto no ano passado previa a colocação das câmeras na Avenida Industrial e na Rua dos Coqueiros, tradicionais pontos de prostituição. A novidade é que, além dessas áreas, algumas ruas do Centro, como a Coronel Oliveira Lima, Bernardino de Campos, General Glicério e Alfredo Flaquer (Perimetral) também terão o equipamento.

Originalmente, o plano de segurança estava estimado em R$ 1,3 milhão. A Prefeitura iria arcar com a maior parte (cerca de R$ 800 mil). Caberia ao governo federal a aplicação de aproximadamente R$ 500 mil por meio do Fundo Nacional de Segurança Pública. Ampliações futuras serão feitas com verba do Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania).

"É um projeto-piloto. Esse tipo de iniciativa tem funcionado muito bem em vários municípios, coibindo furtos e roubos", afirmou a coordenadora da Assessoria Especial de Políticas de Prevenção à Violência Urbana, Ivete Kazue Almeida.

As câmeras espalhadas pela cidade serão comandadas pela Guarda Municipal. Corpo de Bombeiros, Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), polícias Civil e Militar e demais agentes públicos serão acionados dependendo da gravidade daquilo que for visualizado.

O prefeito João Avamileno (PT) acredita que a medida não deve afetar a privacidade dos moradores. "As ruas são espaços públicos. Quem quiser se preservar que faça as coisas entre quatro paredes, em casa", afirmou. Ressaltou ainda que é importante o uso da tecnologia para levar segurança à população.

Na apresentação do GGI-M, a consultora regional do Pronasci, Lígia Daher, falou sobre a importância da inclusão, com uma política de repressão qualificada, no combate à violência. O ‘PAC da Segurança' já trouxe cerca de R$ 1 milhão para Santo André, que investiu a verba na compra de viaturas para a Guarda Municipal, instalação de telecentro e projeto com 200 jovens em situação de risco.

Por William Cardoso - Diário do Grande ABC / Foto: portugues.istockphoto.com
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2022 - Desde 2003 à 7101 dias no ar.