NOTÍCIA ANTERIOR
Diadema vai instalar 16 câmeras de monitoramento
PRÓXIMA NOTÍCIA
ONG promove caminhada de combate ao câncer
DATA DA PUBLICAÇÃO 25/10/2009 | Setecidades
Rodoanel deverá ser concluído em até 170 dias
Durante palestra na Acisa, gerente do Dersa afirmou que Trecho Sul do anel viário tem um custo de R$ 4 bilhões ao governo do Estado.

Na manhã desta quarta-feira (21) o gerente de Relações Institucionais do Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), Ermes da Silva, esteve na Acisa (Associação Comercial e Industrial de Santo André) para realizar a palestra “Rodoanel Reduzindo Distâncias e Aumentando o Desenvolvimento”, que apresentou os impactos do Trecho Sul do Rodoanel no Grande ABC. Cerca de 50 pessoas, entre empresários, representantes da prefeitura de Santo André e diretores da entidade participaram do evento.

O gerente do Dersa informou alguns pontos importantes para atrair a segurança e possíveis investimentos dos presentes, garantindo entre outras coisas que a obra ficará pronta em até 170 dias e que dentro desta data está a conclusão das obras de ligação da Avenida Jacu-Pêssego e Papa João XXIII ao Trecho Sul.

Entretanto, os presentes demonstraram especiais preocupações em dois pontos. Primeiro quanto a Segurança, já que o Rodoanel pode servir como rota de fuga de bandidos. “Isso não deve acontecer por causa das praças de pedágio que serão colocadas em todas as saídas de acesso que serão quatro. As vias ainda terão monitoramento por câmeras, o que deve ajudar a identificar qualquer fuga relatada pela Polícia Militar”, esclareceu Ermes.

A outra apreensão é referente ao controle de uma possível expansão demográfica por meio de invasões, além de questionar que as áreas que foram realizadas trabalhos serão doadas do Estado para as prefeituras, o que transfere a responsabilidade para os municípios. “Acredito que esta expansão não acontecerá assim como muitos acreditam, mas é algo que não pode ser de responsabilidade do Dersa e sim dos municípios mesmo, que deverão aplicar políticas eficazes”, disse o gerente.

O palestrante abordou a importância da obra para a região, principalmente no que diz respeito a redução do tráfego de caminhões dentro da região metropolitana e a facilitação do acesso ao Porto de Santos, além de todas as melhorias que foram realizadas ao longo do anel viário ações de preservação do meio ambiente e as desapropriações e reassentamentos de pessoas que residiam ou possuíam moradias próximas.

O presidente da Acisa, Sidnei Muneratti, saiu contemplado pela palestra e afirmou que a melhor parte foi a de saber que as obras estão avançadas e devem mesmo cumprir os prazos estipulados. “A palestra foi bastante esclarecedora e possibilitou a todos terem uma visão conjuntural da obra e foi muito importante saber que o prazo está sendo estabelecido, o resto sentiremos se foi bom ou ruim na prática”, afirmou Muneatti, que confirmou que a Acisa continuará promovendo discussões sobre o Rodoanel e avaliando seus resultados.

Segundo o Dersa, o Rodoanel tem um custo de R$ 4 bilhões, sendo até o momento R$ 592 milhões apenas em desapropriações.

Por Rafael Monico - Estação Notícia
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6194 dias no ar.