NOTÍCIA ANTERIOR
Ribeirão Pires vai emitir licenciamentos ambientais
PRÓXIMA NOTÍCIA
Em Santo André, efetivo da GCM aumenta quase 15%
DATA DA PUBLICAÇÃO 14/08/2009 | Setecidades
Restrição ainda atrapalha usuários de fretados
Atrasos no trabalho, negociação de horários com o chefe e migração para o transporte público são os reflexos das primeiras três semanas após a restrição de ônibus fretados no Centro Expandido da Capital para os trabalhadores que saem do Grande ABC rumo a São Paulo.

A medida tomada pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM) rendeu 30 minutos diários de caminhada para a analista de marketing Roberta de Pádua, 30 anos, de São Bernardo. Antes ela seguia direto de casa até a porta do serviço, na Vila Olímpia; agora é obrigada a desembarcar na Avenida dos Bandeirantes, a via mais próxima do trabalho e ponto final para o fretado que não tem permissão para prosseguir.

Até o hábito de se vestir teve de ser adaptado. Roberta tem de trabalhar com roupas sociais, mas os pés que habitualmente caminhavam sobre um salto alto tiveram de se acostumar a um par de tênis que aturasse o percurso.

"Chego na empresa e troco de calçado. É o jeito. O problema é que na hora da volta passo por lugares um pouco perigosos que antes não tinha de enfrentar. Ficou horrível", lamenta.

Juliana Navarro, 24, estudante de São Caetano, preferiu migrar para o transporte público, mas atrasar-se para chegar ao trabalho tornou uma constante. "Desisti do fretado. Hoje pego um ônibus, um trem e um metrô para chegar à empresa em que faço estágio, nas proximidades da Avenida Paulista", diz. "Tenho de sair de casa duas horas antes do que era habitual para mim e ainda me atraso uns 15 minutos na chegada. O chefe é que não entende muito."

Empresário do setor de fretamento, Luiz Orestes Rebizzi viu sua frota baixar de cinco para três ônibus e a clientela que seguia do Grande ABC para a Capital diminuir em 30%. "E os ônibus que restaram ainda não vão com a capacidade total de passageiros. Os que levo acabam ficando em estações do metrô pelo caminho."

Discussão - A Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa convocou o secretário municipal de Transportes da Capital, Alexandre Moraes, para prestar esclarecimentos sobre a restrição dos fretados no dia 20, às 14h30 na Casa.

"Queremos que sejam apresentados argumentos e estudos para que tenha sido tomada essa decisão de maneira que considero intransigente", aponta o deputado estadual Orlando Morando (PSDB), integrante da Comissão.


Por Isis Mastromano Correia - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2021 - Desde 2003 à 6799 dias no ar.