NOTÍCIA ANTERIOR
Recapeamento causa lentidão na Avenida Humberto de Campos
PRÓXIMA NOTÍCIA
Ex-miss São Bernardo é morta na Capital
DATA DA PUBLICAÇÃO 06/07/2012 | Setecidades
Restaurante-Escola de São Bernardo vai formar mão de obra para Região
Restaurante-Escola de São Bernardo vai formar mão de obra para Região Estudantes do Restaurante-Escola, que funciona desde o ano passado.Foto: PMSCB
Estudantes do Restaurante-Escola, que funciona desde o ano passado.Foto: PMSCB
Inauguração será nesta quinta-feira e espaço será utilizado para a qualificação de profissionais

Construído com o objetivo de qualificar mão de obra para o setor de alimentação, o Restaurante-Escola será inaugurado nesta quinta-feira (05/07) no Cenforpe (Centro de Formação dos Profissionais da Educação), em São Bernardo. Com capacidade para atender cerca de 950 pessoas, o local oferece cursos de cozinheiro básico, garçom com bar, salgadeiro, açougueiro, confeiteiro e chapeiro para maiores de 16 anos que não frequentaram a escola ou não concluíram o ensino fundamental.

A primeira turma do projeto iniciou as aulas no segundo semestre de 2010 em espaço provisório. Além da cozinha profissional, a partir de agora os estudantes terão acesso ao restaurante que será utilizado para as atividades práticas dos cursos. O projeto é fruto de parceria entre a Prefeitura e o Sehal (Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do ABC). Os aprendizes também frequentam as salas do EJA (Ensino de Jovens e Adultos).

A secretária de Educação, Cleuza Repulho, enfatiza que, além de proporcionar qualificação profissional, o Restaurante-Escola funciona como estímulo para a retomada dos estudos. “Isso faz toda a diferença na permanência do aluno na escola, ele vê mais sentido em ficar quando agrega qualificação profissional ao aumento da escolaridade”. Os cursos têm duração média de seis meses.

Cozinhas - A cozinha foi projetada para que o aluno possa estar preparado para trabalhar tanto em pequenos comércios como em grandes redes. Os aprendizes são inscritos na Central de Trabalho e Renda e muitos conseguem o encaminhamento para atuar em bares e restaurantes da Região. “Muitos dos nossos alunos fazem estágio nos restaurantes filiados ao sindicato. E essa parceria vai além da rota dos restaurantes em São Bernardo, é para atender a demanda de todo o ABCD”, ressaltou a secretária.

O presidente do Sehal, Wilson Bianchi, confirma que a demanda por profissionais no setor é um problema nacional e afirma que a falta de qualificação é o maior entrave na hora da contratação. “Isso é algo que falta no Brasil inteiro e o programa tem esse caráter experimental e de aprendizado. Não adianta nada o aluno ter toda a teoria do mundo se não tiver a parte prática e não souber como lidar com as situações que acontecem no dia a dia de um restaurante”, avaliou Bianchi.

Busca por crescimento profissional motivou aluna
A busca por crescimento profissional motivou Sidnéia Márita, 29 anos, a se matricular no curso de confeitaria em maio deste ano. Moradora do Grande Alvarenga e aluna do EJA, ela já chegou a trabalhar na parte de atendimento ao público de padarias e restaurante.

“Estou adorando o curso, às vezes a gente faz uma receita em casa e não sabe por que deu errado. No curso, eles explicam por que não deu certo e como evitar que isso aconteça”, contou a aluna, que já faz planos de se especializar também na área de panificação.

Sidnéia já começou a pôr em prática as dicas do curso e tem recebido encomendas de amigos e parentes. Ela espera conseguir em breve ter o próprio negócio. “Quando montar meu comércio quero oferecer variedade de doces e salgados”, adiantou a aprendiz.

ABCD oferece cursos de gastronomia
Instituições de ensino da Região oferecem opções de especialização na área de alimentação. Na Universidade Metodista, em São Bernardo, o curso de Tecnologia em Gastronomia tem duração de dois anos e possui módulos práticos e teóricos que incluem tópicos sobre cozinha internacional e brasileira.

A unidade São Caetano da Faculdade Anhanguera também disponibiliza curso na área. O diploma de tecnólogo em gastronomia é obtido depois de dois anos de curso. Entre as disciplinas está a história dos alimentos e segurança alimentar. Já o Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial ) de Santo André possui pós-graduação e cursos livres como básico de vinhos e cozinha light e dietética.

Na Fundação Florestan Fernandes, em Diadema, maiores de 18 anos e moradores da cidade podem se inscrever nos cursos de panificação artesanal, pizzaiolo e salgadeiro. Os cursos têm duração de 160 horas e são gratuitos. Mais informações no Cidap (Centro de Inclusão Digital e Aprendizagem Profissional) nos telefones 4071-9690 / 4071-9602.

Serviço
Para se matricular em um dos cursos do Restaurante-Escola é preciso ser morador de São Bernardo, ter mais de 16 anos, não ter concluído o ensino fundamental ou nunca ter frequentado a escola. As inscrições para as novas turmas serão abertas neste mês. Os interessados podem se informar em uma das unidades do EJA ou direto na Secretaria de Educação (avenida Wallace Simonsen, 222, Bairro Nova Petrópolis).

Por Rosângela Dias - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2022 - Desde 2003 à 7054 dias no ar.