NOTÍCIA ANTERIOR
Doria recria em SP ''Poupatempo Eleitoral''
PRÓXIMA NOTÍCIA
Ainda no papel, contrato da Linha 18-Bronze completa 4 anos
DATA DA PUBLICAÇÃO 27/08/2018 | Política
Região quase não vê emendas de Tiririca e Russomanno
Região quase não vê emendas de Tiririca e Russomanno Somados, deputados federais forasteiros obtiveram 160,5 mil votos; aportaram só R$ 300 mil em 4 anos. Foto: Montagem/DGABC/Câmara dos Deputados
Somados, deputados federais forasteiros obtiveram 160,5 mil votos; aportaram só R$ 300 mil em 4 anos. Foto: Montagem/DGABC/Câmara dos Deputados
Fenômenos eleitorais no pleito de 2014 ao atingirem desempenhos que passaram da casa do milhão de votos, os deputados federais Celso Russomanno (PRB) e Francisco Everardo, o Tiririca (PR), pouco auxiliaram, por meio de emendas, o Grande ABC, onde, juntos, obtiveram 160.459 votos quatro anos atrás.

De acordo com o Portal da Transparência mantido pela Câmara Federal, apenas uma emenda da dupla teve destino específico uma das cidades da região: em 2015, Tiririca endereçou R$ 300 mil para a Santa Casa de Diadema. E foi só em quatro anos. Isso significa dizer que cada voto que o eleitor do Grande ABC depositou em Russomanno ou Tiririca representou R$ 1,87 em retorno à região.

Ambos são candidatos à reeleição. Em 2014, Russomanno atingiu 1,5 milhão de votos, melhor performance naquela eleição. Tiririca foi o segundo mais bem votado, com 1 milhão – em 2010, o humorista havia arrebatado 1,35 milhão de sufrágios.

Quatro anos atrás, Russomanno e Tiririca estiveram entre os mais bem votados em todas as cidades do Grande ABC (veja quadro completo ao lado). Somada, a votação dos dois daria para emplacar mais um deputado com origem da região na Câmara Federal. Em 2014, o Grande ABC elegeu somente dois representantes: Alex Manente (PPS), de São Bernardo (164,7 mil votos), e Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho (PT), hoje com seu título eleitoral em Diadema (89 mil votos).

Não à toa a estratégia dos postulantes a deputado federal pelas sete cidades é pregar o voto em nomes da região, para evitar o fenômeno eleitoral de quatro anos atrás. O discurso desses candidatos aposta na condenação dos forasteiros e que apoiá-los só prejudica as cidades, seja por falta de emendas para reforçar os estrangulados cofres públicos municipais ou de representantes em Brasília para defender os interesses regionais em pautas nacionais – vale lembrar que o Grande ABC tem o quarto maior PIB (Produto Interno Bruno) nacional.

Russomanno alegou que seu mandato dialoga com as sete cidades por meio de emendas, embora não tenha apresentado nenhuma delas, segundo a Câmara Federal. Porém, ele garantiu que ajuda o eleitor da região também por meio de seus programas de televisão, destacados por solucionar problemas envolvendo direito do consumidor. “Quando levanto meu microfone, estou nas cidades, para a ajudar as pessoas. Falo o nome de Santo André, de São Bernardo, de São Caetano, de Diadema, de Mauá, de Ribeirão Pires, de Rio Grande da Serra. Eu continuo gastando sola de sapato do jeito que sempre fiz aqui na região.”

Questionado sobre as críticas que tem recebido de candidatos do Grande ABC, Russomanno minimiza. “Não me preocupo porque sou da região, tenho família aqui. Não faz diferença (o volume de ataques). Talvez seja forma de eles tentarem aparecer, mostrarem presença. Isso não me preocupa. Sempre fui bem votado na região. Se falam isso é porque as pesquisas indicam que estou em primeiro ou em segundo lugar nas cidades”, disse o republicano, que, em 2000, disputou a eleição para prefeito de Santo André e foi derrotado por Celso Daniel (PT, morto em 2002). Tiririca não respondeu às indagações da equipe do Diário.

Por Daniel Tossato - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Política
25/09/2018 | Bolsonaro inicia dieta branda e faz caminhada fora do quarto, diz boletim
21/09/2018 | Bolsonaro diz nunca ter cogitado volta da CPMF e fixa postagem no seu Twitter
20/09/2018 | Ibope: Em São Paulo, Bolsonaro se isola com 30% das intenções de voto
As mais lidas de Política
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6230 dias no ar.