NOTÍCIA ANTERIOR
Reclamações por falta de água recuam 36% nas cidades da região
PRÓXIMA NOTÍCIA
Corpo de agente que estava desaparecida é velado em São Bernardo
DATA DA PUBLICAÇÃO 03/08/2018 | Setecidades
Região inicia amanhã vacinação contra raiva
Região inicia amanhã vacinação contra raiva São Bernardo e Ribeirão Pires abrem as campanhas de imunização em cães e gatos. Foto: Nario Barbosa/DGABC
São Bernardo e Ribeirão Pires abrem as campanhas de imunização em cães e gatos. Foto: Nario Barbosa/DGABC
O Grande ABC dá a largada na temporada de vacinação contra a raiva animal amanhã. Até o dia 10 de setembro, ao menos 145 mil cães e gatos devem ser imunizados gratuitamente nos mais de 200 pontos espalhados nas sete cidades.

Ribeirão Pires abre seus postos amanhã e projeta imunizar 16.257 animais até o fim da campanha, no dia 27, nos mais de 60 pontos disponíveis. São Bernardo inicia no mesmo dia e tem como meta imunizar 50 mil até o fim do mês, 3.000 a mais do que no ano passado.

Logo atrás, Mauá e Rio Grande da Serra iniciam suas campanhas na segunda-feira, que vão até o dia 30 e 15, respectivamente. Mauá disponibilizará 71 pontos fixos e volantes durante a ação, que deve imunizar ao menos 30 mil animais. Rio Grande da Serra pretende vacinar 6.500 animais, entre cães e gatos.

São Caetano programou a campanha para entre os dias 11 de agosto e 1º de setembro, enquanto Diadema começa no dia 13 e encerra em 10 do próximo mês. Santo André começará a campanha apenas no dia 15. Juntas, as três cidades devem atender 75 mil animais. Os de rua, chamados comunitários, também devem ser vacinados, mas precisam que um morador se apresente como responsável pelo bicho.

Os endereços, dias e horários dos postos de vacinação podem ser conferidos nos sites das prefeituras. A vacina é indicada para animais a partir dos 3 meses.

ALTA MORTALIDADE

A raiva é uma doença perigosa tanto para animais quanto para humanos e também estava eliminada no Estado de São Paulo até dois anos atrás.

De acordo com a veterinária de São Bernardo Ana Carolina Ibelli, a baixa nos índices de vacinação fez com que a doença voltasse a alarmar os médicos. “Não se via mais muitos casos de raiva, e por isso as pessoas acabaram relaxando, ou ficam com medo de vacinar. Mas não pode, essa é uma doença séria e precisa de atenção”, diz a profissional, que também afirma que a raiva é mortal para seres humanos em 90% dos casos, sendo completamente mortal para os bichos de estimação. “Se o animal está com raiva terá de sofrer eutanásia. A doença não tem tratamento e é altamente contagiosa para humanos”.

Por Juliana Stern - Especial para o Diário
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2021 - Desde 2003 à 6770 dias no ar.