NOTÍCIA ANTERIOR
Vacinação contra a gripe só será normalizada no fim da tarde de hoje
PRÓXIMA NOTÍCIA
OMS e ONU não têm recursos para lidar com o avanço do vírus zika
DATA DA PUBLICAÇÃO 25/05/2016 | Saúde e Ciência
Região confirma mais três óbitos causados pela gripe H1N1
Região confirma mais três óbitos causados pela gripe H1N1 Foto: Celso Luiz/DGABC
Foto: Celso Luiz/DGABC
Mais três mortes pela gripe H1N1 foram confirmadas nesta semana no Grande ABC, passando de 19 óbitos para 22 nas sete cidades. Uma das recentes vítimas confirmadas é um garoto de 10 anos, morador do Jardim Santa Cristina, em Santo André. Ele permaneceu três dias internado em hospital privado e morreu no dia 21 de março. Não há informações sobre doença preexistente. A cidade contabiliza, até o momento, dez mortes por H1N1.

Os outros dois óbitos aconteceram em Mauá: um homem de 47 anos, residente no Jardim Zaíra; e um de 45 anos, que vivia na Vila Magini. Ambos, assim como as outras duas mortes registradas na cidade, não eram portadores de doenças crônicas nem haviam tomado vacina contra a gripe no último ano. A data dos óbitos não foi informada. Ao todo, quatro mortes pelo vírus ocorreram no município. São Bernardo, que soma seis óbitos, e Rio Grande da Serra, que teve um, não retornaram a atualização das informações. Ribeirão Pires mantém uma confirmação de morte e nas demais cidades não houve registro.

Ontem, a maioria das UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da região contavam com vacinas, após a chegada de 90 mil doses na sexta-feira. Das 40 que o Diário entrou em contato, na UBS Parque Andreense, em Santo André, a atendente informou que não tinha recebido vacina nem havia previsão. Segundo a Secretaria municipal de Saúde, por se tratar de região mais distante do Centro, a Vigilância Epidemiológica priorizou a distribuição da vacina nas unidades de Saúde mais próximas. “O abastecimento é realizado por um veículo especial”, ressaltou. Ainda de acordo com a Pasta, as doses serão entregues hoje pela manhã na UBS, conforme cronograma do órgão. O município recebeu 24,4 mil doses.

Em Mauá, funcionária da UBS Paranavaí também disse que a unidade estava sem a imunização, embora a Prefeitura informe que as 14,2 mil doses recebidas na sexta-feira foram entregues anteontem aos 23 postos de Saúde.

Em São Caetano, única cidade da região que retomou a vacinação na segunda-feira, dois postos (dos bairros Barcelona e Olímpico) já não tinham mais doses disponíveis. “Acabou hoje (ontem)”, falou a atendente da segunda unidade. Foram disponibilizadas às UBSs 6.600 doses. Segundo a Prefeitura, as vacinas serão repostas, pois ainda há estoque.

A meta de 80% de vacinação dos grupos prioritários foi ultrapassada, exceto com as gestantes. Santo André imunizou 70,72% delas; Diadema, 73,12%; São Caetano, 74,22%; e Mauá, 74,25%. Ribeirão Pires respondeu que atingiu a meta em todos os públicos. As demais cidades não informaram.

Por Vanessa de Oliveira - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Saúde e Ciência
20/09/2018 | Campanha contra sarampo e poliomielite segue na região
19/09/2018 | É melhor dormir com ou sem meias?
19/09/2018 | Forma de andar mostra os vícios de postura
As mais lidas de Saúde e Ciência
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6199 dias no ar.