NOTÍCIA ANTERIOR
Quadro de Bolsonaro evoluiu bem após cirurgia; candidato permanece na UTI
PRÓXIMA NOTÍCIA
Dois ex-prefeitos da região são enquadrados na Ficha Limpa
DATA DA PUBLICAÇÃO 17/09/2018 | Política
Reforma da Previdência pode ser votada neste ano, diz Mansur
Reforma da Previdência pode ser votada neste ano, diz Mansur Vice-líder de Temer, deputado afirma que processo eleitoral trará outra configuração à Câmara. Foto: Nario Barbosa/DGABC
Vice-líder de Temer, deputado afirma que processo eleitoral trará outra configuração à Câmara. Foto: Nario Barbosa/DGABC
Vice-líder do governo do presidente Michel Temer (MDB), o deputado federal Beto Mansur (MDB) afirmou que há chances reais de a reforma da Previdência ser colocada para votação até o fim do ano, no apagar das luzes do governo.

Em entrevista ao Diário, Mansur, que é ex-prefeito de Santos e busca reeleição na Câmara Federal, aponta que o cenário eleitoral deve criar outra condição no Legislativo, fator que propicia a retomada da discussão sobre alterações na regra previdenciária nacional.

“Acredito que a reforma da Previdência tem grandes chances de voltar à pauta até o fim do ano. Do jeito que está (a Previdência), nem o próximo presidente poderá governar direito. Acho até que a versão um pouco mais profunda será apreciada na Câmara”, disse.

A reforma da Previdência entrou na pauta do governo Temer em 2017. Criou forte resistência, em especial por adotar idade mínima de aposentadoria e alterar pontos como o benefício ao trabalhador rural. O debate público foi colocado, porém ficou prejudicado quando vazou gravação de Temer com o empresário Joesley Batista, no Palácio do Jaburu, que sugeria pagamento de propina para silenciar políticos e delatores da
“Realmente nos faltaram apenas 70 votos (para aprovar na Câmara). Acho que seria tranquilo conseguir esses deputados, já que muitos disseram que iriam acompanhar o governo nesta votação, mas não o fizeram por causa da eleição”, avaliou Mansur. Na ótica do deputado, a Casa terá parlamentares reeleitos, não eleitos e os futuros deputados ainda sem mandato, além de um novo presidente, cenário que reascende a discussão. “Até mesmo o próximo presidente pode pedir (a reforma) neste ano”, declarou, sugerindo que o futuro chefe da Nação não ficaria com o ônus de alteração tão drástica nas regras previdenciárias vigentes.

Mansur está tão otimista com relação à retomada do debate sobre a reforma da Previdência que avaliou a possibilidade de se rever a aposentadoria rural. “Devemos olhar com atenção. Na reforma mais branda, a questão rural ficou de fora, mas acho que devemos colocar em debate, já que é onde acontece muitos desvios e irregularidades.”

CENÁRIOS - Mansur arriscou palpites sobre as eleições deste ano. Para o deputado federal, Jair Bolsonaro (PSL) é o único candidato que já está no segundo turno do pleito, embora, para ele, o cenário esteja totalmente imprevisível. Ele analisou, por exemplo, que parte da direita votaria em Bolsonaro na etapa final do pleito “tapando o nariz”, mas previu que fatia do eleitorado de Geraldo Alckmin (PSDB) deve migrar para Fernando Haddad (PT) se o petista alcançar o segundo turno.

Sobre o presidenciável de seu partido, o ex-ministro Henrique Meirelles, Mansur sintetizou. “Não colou. A população não assimilou a imagem dele.”

Por Daniel Tossato - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Política
25/09/2018 | Bolsonaro inicia dieta branda e faz caminhada fora do quarto, diz boletim
21/09/2018 | Bolsonaro diz nunca ter cogitado volta da CPMF e fixa postagem no seu Twitter
20/09/2018 | Ibope: Em São Paulo, Bolsonaro se isola com 30% das intenções de voto
As mais lidas de Política
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6229 dias no ar.