NOTÍCIA ANTERIOR
''Não estou preocupado com popularidade'', diz Temer após cerimônia
PRÓXIMA NOTÍCIA
Ex-vereador é flagrado jogando lixo em via pública
DATA DA PUBLICAÇÃO 15/05/2017 | Política
Quase 35 mil títulos eleitorais podem ser cancelados na região
Quase 35 mil títulos eleitorais podem ser cancelados na região Foto de divulgação
Foto de divulgação
No Grande ABC, 33.573 títulos eleitorais podem ser cancelados pela Justiça Eleitoral por falta de regularização de pendências com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

O número total representa 1,62% do número de eleitores no Grande ABC. Dados atualizados do TSE indicam que a região conta com 2.068.802 pessoas aptas ao voto.

O município que possui maior número de títulos passíveis de cancelamento é São Bernardo, com 10.869, seguido por Santo André com 8.994 e Diadema, com 5.770 (veja quadro completo ao lado).

O eleitor que não votou e não justificou em três turnos eleitorais consecutivos, e que perdeu o prazo para quitar seus débitos – encerrado em 2 de maio – deve agendar horário pela internet e procurar o cartório eleitoral para regularizar sua situação. O cancelamento automático do título eleitoral será efetivado entre 17 a 19 de maio.

Com o título eleitoral cancelado, o cidadão fica impedido de obter passaporte, inscrever-se em concurso público, assumir cargo ou função pública, renovar matrícula em estabelecimentos oficiais de ensino, obter empréstimos em bancos e até mesmo receber salário (em caso de servidor público), entre outros impedimentos.

Os eleitores que optam por votar, mas não têm obrigatoriedade legal (idosos, jovens entre 16 e 18 anos, analfabetos, pessoas com deficiência para as quais o cumprimento das obrigações eleitorais seja impossível ou extremamente oneroso) não entram neste quantitativo. Como o seu voto é facultativo, não está sujeito a cancelamento.

BIOMETRIA
Apesar de não ser obrigatória na região, a biometria chegou a 23,6% dos pouco mais de 2 milhões de eleitores, conforme levantamento do TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo).

São Bernardo é a cidade que mais avançou, com 33% do total do eleitorado cadastrado. Diadema registrou 23,7% enquanto Santo André expandiu 22%. Por sua vez, São Caetano chegou a 21,2 mil eleitores registrados, o que corresponde a 16,4%. Mauá obteve 14,6%, Ribeirão Pires somou 14,2% do eleitorado e Rio Grande da Serra atingiu a marca de 13,2%.

O TRE-SP informou que somente nos 82 municípios em que o cadastramento está sendo feito de forma compulsória é que há necessidade de comparecimento de todos os eleitores dentro de um prazo definido. Em todo o Estado de São Paulo, até maio, 7,5 milhões de eleitores (aproximadamente 22,7% do eleitorado) já haviam feito a identificação biométrica.

De acordo com o TRE-SP, a biometria é uma tecnologia que visa conferir segurança à identificação do eleitor no momento da votação. Acoplado à urna eletrônica, o leitor biométrico confirma a identidade de cada pessoa por meio das impressões digitais, armazenadas em um banco de dados da Justiça Eleitoral e transferidas para as urnas eletrônicas.

Por Humberto Domiciano - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Política
25/09/2018 | Bolsonaro inicia dieta branda e faz caminhada fora do quarto, diz boletim
21/09/2018 | Bolsonaro diz nunca ter cogitado volta da CPMF e fixa postagem no seu Twitter
20/09/2018 | Ibope: Em São Paulo, Bolsonaro se isola com 30% das intenções de voto
As mais lidas de Política
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6230 dias no ar.