NOTÍCIA ANTERIOR
Número de pintas no braço pode sinalizar propensão a câncer de pele, indica pesquisa
PRÓXIMA NOTÍCIA
Britânicos começam maior estudo da história sobre efeitos da aspirina no câncer
DATA DA PUBLICAÇÃO 22/10/2015 | Saúde e Ciência
Profissionais revelam perigos de dietas milagrosas
Visando a busca do corpo e saúde perfeitos, muitos se submetem a inúmeras dietas, como a do suco detox, do carboidrato, dieta da lua, dos famosos, enfim. Muitas delas você já deve ter escutado falar ou até praticado, porém, se não realizadas corretamente podem gerar problemas graves à saúde.

A estudante de Nutrição Stéphanie Bolsoni, 18 anos, segue a 5 meses a dieta da proteína por estética corporal, a qual é baseada em priorizar a proteína e diminuir ao máximo os alimentos com carboidratos e gorduras. A princípio, a jovem notou boas consequências, porém hoje possui uma nova visão sobre o regime. “Tive efeitos bons como crescimento do cabelo, massa muscular e mais disposição e ruins como aumento de espinhas. Hoje, como estudante de Nutrição, vejo o erro que é sobrecarregar os rins de proteína e o quanto é importante um profissional para orientar. Cada um tem um metabolismo com necessidades para atingir objetivos de saúde ou estéticos. Não existe uma dieta milagrosa para todos, mas sim, uma sob a orientação de um profissional com um exercício físico adequado”, conta Stéphanie.

Uma das dietas do momento é a baseada no suco verde, que conta com componentes conhecidos como ‘detox’, que significa desintoxicação, função esta que já é de responsabilidade natural de nossos rins e fígado.

Basear-se apenas no recurso visto como saudável pode trazer complicações para a nossa saúde. “Não há evidências científicas de que esse tipo de dieta tenha efeito desintoxicante. Aliás, uma dieta hipocalórica (como a dieta detox) favorece a produção de substâncias que por sua vez levam a sintomas desagradáveis, como dor de cabeça. O indivíduo pode ter crises de hipoglicemia, desmaios e á longo prazo – quando há restrição alimentar severa – perda de mobilidade temporária por falta de vitaminas do complexo B”, alerta a nutricionista e pós-graduanda em Suplementação Esportiva Aplicada à Saúde, Atividade Física e Desporto, Graziella Almeida de Morais.

A recomendação mais indicada são os bons e velhos sucos de fruta naturais para complementar a alimentação. “Eles são sempre uma excelente fonte de minerais e vitaminas, podem ser associados à verduras (como propõem algumas receitas Detox) ou não, mas não devem ser considerados como uma refeição completa, tão pouco como um meio compensatório de desintoxicar o corpo daquilo que foi ingerido dias antes. São sucos que devem compor uma alimentação saudável e equilibrada somente”, explica Graziella.

A nutricionista esclarece o porquê as promessas das famosas ‘dietas milagrosas’ funcionarem apenas em um primeiro momento e ressalta a importância de um profissional. “Uma questão importante é que nosso corpo utiliza mecanismos para se adaptar a uma ingestão calórica reduzida, ao passo que quando voltamos a ingerir uma quantidade maior de calorias, a tendência é que o ganho de peso se torne mais rápido e numa próxima tentativa de dieta, a redução se torne mais lenta.”

Os resultados do regine em um indivíduo não são os mesmos no outro, por isso é necessária a busca de um acompanhamento médico. “O que serve para o vizinho pode não servir para você. Para entender onde está errando é preciso buscar um profissional da área para entender quais nutrientes estão faltando, sobrando ou o que pode ser feito para que a alimentação seja além de saudável, prazerosa”, finaliza e orienta Graziella.

Este tipo de dieta pode trazer grandes problemas à saúde, como afirma a endocrinologista Cintia Cercato. “O problema dessas dietas é que muitas vezes elas não suprem as necessidades diárias tanto com os carboidratos como outros nutrientes que o corpo necessita, podendo causar anemia, queda de cabelo, desidratação e deficiência de vitaminas e minerais. Elas não são uma reeducação alimentar e sim temporárias, não é um emagrecimento saudável.”

Segundo a doutora, o suco detox não ajuda a emagrecer. “O problema é que as pessoas acham que tomar o suco vai fazê-la emagrecer, mas o que fará isso é apenas a troca da alimentação regular por ele. Bater água com couve e outros nutrientes é apenas caro e ruim. Ele não desintoxica e pode fazer mal em excesso, pois não cobrirá as necessidades mínimas de nutrientes”, finaliza.

A estudante de Publicidade e Propaganda Gabriela Emidio Frezzato, 21, segue a dois meses uma reeducação alimentar com o objetivo de emagrecimento saudável. A dieta foi construída por profissionais da área e baseada no metabolismo da jovem, que gasta aproximadamente R$ 300 mensais para cuidar da saúde. “De positivo, além da perca de peso, pude perceber que o organismo funciona com mais regularidade. A falta de ar quando pratico exercício físico diminuiu muito e as dores de estômago que tinha constantemente pararam também. Os efeitos negativos foram mínimos, a única coisa que me recordo foi que no inicio da dieta passava mal, pois estava acostumada comer muito e, normalmente sem um horário certo. Então no começo sentia muito enjôo e tontura”, conta a estudante.

Por Isabela Treza -Especial para o Diário OnLine
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Saúde e Ciência
20/09/2018 | Campanha contra sarampo e poliomielite segue na região
19/09/2018 | É melhor dormir com ou sem meias?
19/09/2018 | Forma de andar mostra os vícios de postura
As mais lidas de Saúde e Ciência
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6335 dias no ar.