NOTÍCIA ANTERIOR
Yelp traz comunidade on-line de dicas de entretenimento ao Brasil
PRÓXIMA NOTÍCIA
Nono dígito começa a valer para telefones celulares do interior paulista
DATA DA PUBLICAÇÃO 23/08/2013 | Tecnologia
Prefeitura fará teste com wi-fi gratuito em praça de Cidade Tiradentes
 Prefeitura fará teste com wi-fi gratuito em praça de Cidade Tiradentes Praça do 65, em Cidade Tiradentes, que terá wi-fi gratuito (Foto: Divulgação)
Praça do 65, em Cidade Tiradentes, que terá wi-fi gratuito (Foto: Divulgação)
Serviço será oferecido na Praça do 65, no extremo da Zona Leste de SP.

Projeto Praças Digitais quer um espaço com internet grátis por distrito.


A Prefeitura de São Paulo vai levar o serviço de wi-fi gratuito para a periferia da cidade na próxima semana, segundo o secretário de Serviços, Simão Pedro. Ele afirma que a Praça do 65, em Cidade Tiradentes, no extremo leste da cidade, vai receber os testes do Projeto Praças Digitais.

O primeiro teste do programa está sendo realizado no Centro. A ideia da administração municipal é oferecer internet gratuita em 120 praças da cidade, uma por distrito, a um custo total estimado em R$ 15 milhões por ano.

“Senti que lá (Cidade Tiradentes) o entusiasmo foi maior. As pessoas se sentiram valorizadas”, avaliou o secretário em entrevista ao G1. Ele comparou a instalação do serviço em Cidade Tiradentes à oferta de wi-fi gratuito na Praça Dom José Gaspar, na região central. A praça foi a primeira a receber os testes do sistema desde 1º de agosto.

“Fui até lá esses dias e tinha umas seis, sete pessoas usando a internet”, disse o secretário, que estima que a participação será maior em no extremo leste da cidade. No Centro, desde o começo do mês, foram 6.971 acessos providos, o que dá uma média de 316 acessos por dia.

O secretário Simão Pedro afirma que o acesso à internet é “um direito fundamental do ser humano segundo a ONU [Organização das Nações Unidas]. Ajuda a se comunicar, acessar informações. Pode levar ao desenvolvimento, novos negócios, faz a economia se desenvolver.” A data em que o serviço começará a funcionar em Cidade Tiradentes não foi definido pela secretaria.

Segundo Simão Pedro, a maioria dos usuários hoje se conecta usando o celular. A Prefeitura, no entanto, cogita que, no futuro, o programa poderá ter empréstimo de tablets e ainda um quiosque com terminais para acesso.

Para a moradora e estudante Franciele Aparecida, de 19 anos, poder usar o celular para conectar-se será a principal vantagem. "Vou aproveitar o celular para usar a internet. Em casa, nem todo mundo tem internet aqui", afirmou a jovem, que reside a algumas quadras da praça. Ela pede, no entanto, que as praças do bairro recebam também melhorias em outros serviços, como iluminação.

A Prefeitura prevê desembolsar R$ 15 milhões por ano para o pagamento dos prestadores de serviço. O contrato terá duração de 36 meses, podendo ser renovado por mais 12 meses. Cada distrito da cidade terá uma praça contemplada.

Entre as 120 praças que deverão receber o serviço estão Praça Roosevelt, Praça da República, o Parque Trianon e o Parque Ibirapuera. Não será necessária a utilização de senha para o acesso. A intenção da Secretaria de Serviços é fechar o contrato até o final do ano para poder começar a instalação dos serviços nas praças.

Balanço
O secretário afirma que o balanço de menos de um mês de experiência na Praça Dom José Gaspar é “positivo” e que a experiência vai orientar a implantação nas outras praças. A empresa Idea Metro, responsável pela implantação técnica do projeto, afirma que em 21 dias foram mais de 838 horas de uso, 108 gigabytes de dados baixados e 12 gigabytes de dados enviados.

Simão Pedro afirma que a secretaria imaginava ser necessário um link com capacidade de 100 megabits por segundo para suportar um horário de pico. A Embratel, no início, diz, disponibilizou 10 megabits, em seguida 34, segundo o secretário. “Vamos exigir um link mais forte para suportar uma movimentação e com qualidade”. A velocidade mínima por usuário deverá ser de 512 kbps. A capacidade será de 24.200 usuários simultâneos com a mesma frequência de sinal em cada ponto, segundo a Prefeitura.

Uma das medidas adotadas na fase de testes foi a implantação na semana passada do Sistema de Medição de Tráfego Internet (Simet) que permite medir a frequência de sinal. Além disso, após constatar que a conexão caia após um uso de dez minutos, foi providenciada uma troca de aparelho.

Promessa
A internet gratuita é oferecida hoje pela Prefeitura em cerca de 300 telecentros e agora entra na era do wi-fi em locais públicos. O wi-fi foi um dos compromissos de campanha do prefeito Fernando Haddad (PT) durante o período eleitoral. No Plano de Metas apresentado por Haddad constavam 42 praças (10 locais no Centro + 1 área por subprefeitura). No edital em discussão, o prefeito definiu uma praça por distrito elevando o número para 120.

De acordo com a previsão da prefeitura, além das praças, o paulistano poderá conectar a internet em outras áreas pública como em terminais de ônibus, ruas, parques, entre outros. Será possível conseguir o sinal através de diversos dispositivos como tablets, notebooks, smartphones, netbooks e desktops.

Um dos pré-requisitos exigidos pela prefeitura para a contratação das empresas que prestarão o serviço é a qualidade do sinal, que deve garantir a estabilidade da rede. Em áreas críticas, onde há um grande número de usuários, a disponibilidade da rede de ser 99% das tentativas de conexão mensalmente, nas 24 horas por dia dos sete da semana. Já em praças consideradas não-críticas, a disponibilidade do serviço deve atingir 96%.

Por Márcio Pinho - G1 São Paulo
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Tecnologia
21/09/2018 | Brasileiro fica quase 3 horas por dia assistindo a vídeos online; aumento foi de 135% em 4 anos
19/09/2018 | Sony anuncia PlayStation Classic, versão mini do PS1 com 20 jogos na memória
18/09/2018 | A curiosa razão por que o relógio sempre marca 9:41 nos anúncios da Apple
As mais lidas de Tecnologia
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2021 - Desde 2003 à 6799 dias no ar.