NOTÍCIA ANTERIOR
Poupatempo fecha dias 28 de outubro e 2 de novembro
PRÓXIMA NOTÍCIA
Indústrias do Grande ABC têm 33% de ociosidade
DATA DA PUBLICAÇÃO 26/10/2017 | Economia
Preços de maquinários podem ser até 90% menores em leilões
Muita gente tem medo, mas outros tantos veem nos leilões boa oportunidade de negócio. Se você já pensou em carros ou imóveis, saiba que há, também, diversos outros produtos que podem ser adquiridos por meio dessa modalidade, inclusive, maquinário. Geralmente caros, esses equipamentos industriais são passíveis de arremate quando a empresa detentora é vítima de situação como, por exemplo, falência – e o valor é normalmente revertido em pagamento de rescisão para ex-empregados.

De acordo com a Sato Leilões, o número de transações de maquinários e equipamentos industriais realizadas no setor nos últimos dois anos registrou aumento de 40%. “Diante de um cenário econômico bastante instável que se instalou no País nos últimos dois anos, compradores desse tipo de produto têm procurado alternativa mais em conta para adquirir bens de capital”, explica Tatiana Hisa Sato, executiva de negócios da Sato Leilões. “E o leilão atende a essa demanda pelos descontos, facilidades, valores praticados e oportunidades.”

Os valores desses maquinários de origem comprovada chegam a custar até 90% em relação a um novo, e sem sair de casa. Essa é uma das vantagens dos leilões on-line, defendem os leiloeiros.

Por exemplo, a empresa SC Comércio e Transporte realiza leilão hoje onde podem ser encontrados desde empilhadeiras até geradores, tudo por meio da plataforma Superbid. Com 27 lotes, os destaques são, por exemplo, dois transformadores a seco Weg (2012), com valor inicial de R$ 36 mil – com 60% de desconto. Em média, o valor de mercado de um transformador é de R$ 45 mil, ou seja, dois sairiam por R$ 90 mil. Além dele, também estão sendo ofertadas oito toneladas de parafusos, porcas e arruelas, cujo lance inicial é de R$ 0,45. Os equipamentos estão em São Bernardo.

De acordo com Jacqueline Luz, diretora comercial da Superbid, “esse tipo de negócio está em alta devido, principalmente, a democratização e segurança do leilão no ambiente on-line, à transparência nas informações oferecidas, procedência e economia oferecida nos lotes”. Também é possível realizar lances presenciais na sede da companhia, na Capital (Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, 105, quarto andar).

“Com o passar dos anos, houve democratização do acesso e do interesse em leilões, incluindo a desmistificação de questões ligadas a eles, fazendo com que usuários finais, além dos investidores, passassem a participar com muito mais frequência dos pregões”, explica a gerente comercial da Sold Leilões, Ana Matheus.

CUIDADOS - Se a crise econômica brasileira fez crescer a oferta por leilões, gerando preços mais baixos e, também, oportunidade para quem busca investir, é bom lembrar que tudo deve ser feito com muito cuidado. Nem todas as empresas permitem que o cliente confira os atributos dos produtos in loco – alguns podem ser visitados presencialmente mediante agendamento prévio. Por isso, “é necessário verificar o edital, assim como ficar atento se o bem possui débitos (no caso de imóveis e veículos) e, claro, às condições em que o produto se encontra”, alerta Tatiana.

Para comprar no leilão, o interessado deve ser maior de idade. No caso do pregão on-line é necessário fazer o cadastro no site, enviar documentação, solicitar habilitação e realizar os lances. Quando presencial, é preciso comparecer ao local no dia e data do evento portando os documentos como RG e CPF.

Os leilões de automóveis, itens de informática e imóveis também são muito procurados. Somente neste ano, o TRT (Tribunal Regional do Trabalho) realizou, ao menos, 20 deles. O valor da arrecadação foi de R$ 197,6 milhões, 14% mais que de janeiro a setembro de 2016.

Por Vagner Aquino - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Economia
25/09/2018 | Operação mira sonegação de R$ 100 mi de grupos cervejeiros e cerca Proibida
25/09/2018 | Greve na Argentina cancela voos no Brasil nesta terça-feira
25/09/2018 | Demanda por GNV aumenta até 350% após alta na gasolina
As mais lidas de Economia
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6195 dias no ar.