NOTÍCIA ANTERIOR
Grand Plaza Shopping promove vacinação contra febre amarela neste sábado
PRÓXIMA NOTÍCIA
Cidades intensificam busca por pacientes com tuberculose
DATA DA PUBLICAÇÃO 24/03/2018 | Setecidades
Poupatempo distribuirá remédios
Poupatempo distribuirá remédios Medida visa evitar que usuários esperem até quatro horas para retirar medicamentos no Mário Covas. Foto: Claudinei Plaza/DGABC Diário
Medida visa evitar que usuários esperem até quatro horas para retirar medicamentos no Mário Covas. Foto: Claudinei Plaza/DGABC Diário
Depois de longo processo de discussão, o projeto de descentralização da farmácia de alto custo do Hospital Estadual Mário Covas, em Santo André, foi aprovado pelo governo estadual. A proposta é a de que os medicamentos sejam distribuídos nos Poupatempos de Santo André, São Bernardo, Diadema, Mauá (atenderá também Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra) e em unidade de Saúde de São Caetano.

O acordo para execução do projeto, segundo apurado pelo Diário, foi firmado na última semana durante encontro entre secretários de Saúde da região e representantes do Estado. A proposta estaria somente na dependência de aval do governador Geraldo Alckmin (PSDB) para que seja executada. A Secretaria de Estado da Saúde, no entanto, não confirma a informação.

“Pacientes da região não precisarão mais se deslocar até o Hospital Mário Covas para retirar os seus medicamentos, com exceção de Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, onde o serviço será ofertado no Poupatempo de Mauá”, explica a secretária de Saúde de São Caetano, Regina Maura Zetone.

Para que o projeto seja efetivado, estão previstas reformas nas unidades do Poupatempo da região. A medida visa criar espaço adequado para que a distribuição dos medicamentos seja feita nos equipamentos. Dentre as intervenções a serem executadas estão a criação de área refrigerada e também de almoxarifado. No caso do Centro de Saúde Dr. Manoel Augusto Pirajá da Silva, que deve abrigar a distribuição em São Caetano, também estão previstas obras similares.

“Embora não se tenha um cronograma estabelecido para que a descentralização seja efetivada, para nós já é uma grande conquista ter tido essa pré-aprovação da proposta por parte do Estado”, comemora Regina Maura Zetone.

Conforme o secretário de Saúde de Santo André, Márcio Chaves, a expectativa é a de que o Estado se posicione sobre a proposta nas próximas semanas. “Só dependemos da resposta do governador”, enfatiza.

Antiga reivindicação por parte de moradores dos sete municípios, a descentralização da farmácia de alto custo do Hospital Mário Covas tem sido uma das bandeiras levantadas por prefeitos da região. A discussão se arrasta há pelo menos três anos, porém, até então sem grandes avanços.

Em 2016, representantes estaduais chegaram a recusar a sugestão do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC de ofertar a distribuição de medicamentos em unidades do AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades) espalhadas pela região. Após o fracasso na negociação, prefeitos da região retomaram o debate no ano passado com outras alternativas.

Hoje concentrada no Hospital Mário Covas, a farmácia de alto custo da região realiza cerca de 2.000 atendimentos por dia. Superlotado, o serviço chega a ter média de espera de quatro horas.

Grande ABC ganhará unidade da Cross

Municípios do Grande ABC formalizaram, na semana passada, acordo com o governo do Estado para instalação de unidade da Cross (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde) na região. O equipamento deve ser instalado, ainda neste ano, nas dependências do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, em Santo André.

Criada em 2011, a Cross terá, na região, a missão de distribuir, de forma mais adequada, os pacientes do Grande ABC para as vagas de atendimento nos equipamentos públicos de Saúde, propiciando, dessa forma, o ajuste da oferta disponível às necessidades imediatas do cidadão.

“Hoje recorremos à Cross da Capital para esse serviço, o que gera alguns transtornos. Em alguns casos, por exemplo, pacientes daqui acabam sendo transferidos para hospitais de municípios distantes. Com esse serviço mais próximo, poderemos sanar a necessidade de cada paciente de uma melhor forma”, explica a secretária de Saúde de São Caetano, Regina Maura Zetone.

Ainda não foi detalhado o custo para implantação do serviço.

Por Daniel Macário - Diário Online
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6241 dias no ar.