NOTÍCIA ANTERIOR
Museu de Mauá abre exposição de arte Afro-Brasileira
PRÓXIMA NOTÍCIA
Paço de Mauá abre caminho para substituir FUABC
DATA DA PUBLICAÇÃO 26/09/2017 | Cidade
População se preocupa com futuro de cão que vive no Terminal Zaíra
População se preocupa com futuro de cão que vive no Terminal Zaíra Foto: Denis Maciel/DGABC
Foto: Denis Maciel/DGABC
A demolição do terminal de ônibus do Jardim Zaíra, em Mauá, que acontecerá no sábado, para construção de rotatória no lugar, tem o apoio da população, que vê o equipamento mais como transtorno do que como benefício. No entanto, moradores do entorno e usuários do equipamento demonstram preocupação com o destino de Hulk, simpático cachorro ‘vira-lata’ que habita o espaço há pelo menos um ano.

A supervisora administrativa Ana Paula Vicente de Souza, 35 anos, usou o WhatsApp do Diário para solicitar auxílio. “Já tentei levá-lo para casa, mas ele nem entrou (pelo portão). Outras duas pessoas também tentaram adotá-lo, mas não teve jeito. Ele sempre volta para o terminal”, relata. A filha de Ana Paula, Nicole Almeida de Souza, 5, pede para a mãe levá-la sempre para ver o cãozinho. “Ele é fofo, deixa fazer carinho. Queria ele para mim”, diz a menina.

Conforme os funcionários e usuários do terminal, o cão apareceu há um ano e já se tornou mascote do local. “Ele começou a ficar direto aqui e as pessoas passaram a trazer ração. Ganhou nome também e, aí, se sentiu em casa”, relata o controlador de acesso Reginaldo Dias dos Reis, 42.

O rabo abanando freneticamente é a demonstração de carinho de Hulk para recepcionar os funcionários que chegam para trabalhar no terminal. “Virou companheiro. No fim do expediente o pessoal fica um pouco mais para brincar com ele”, fala Reis.

Outro trabalhador do local, Nelson Mariano, 42, está preocupado com o que será do animal assim que sua morada for demolida. “Estou pensando onde ele vai ficar, pois é aqui que ele se esconde da chuva”. “A gente torce para que ele encontre alguém e se adapte a outro ambiente”, espera Reis.

Após a demolição do equipamento público, serão instaladas paradas para o acesso dos passageiros, como em frente à Defesa Civil e à paróquia São Paulo Apóstolo, e próximo à escola municipal Lucinda Petigrossi Castabelli. “A retirada do equipamento fará com que a ligação seja feita Centro-bairro e bairro-Centro diretamente. Caso necessite trocar de linha, o usuário pode utilizar o cartão SIM, que tem 60 minutos para baldeação sem cobrança de nova tarifa”, informou a administração.

Por Vanessa de Oliveira - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
25/09/2018 | CPTR oferece 20 vagas de emprego (25/09)
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6236 dias no ar.