NOTÍCIA ANTERIOR
Cinco empresas fornecerão alimentação escolar em Mauá
PRÓXIMA NOTÍCIA
Mauá contratará empresa para processar multas
DATA DA PUBLICAÇÃO 14/02/2009 | Cidade
Piscinão de Mauá terá câmeras de monitoramento
Medida visa impedir ação de assaltantes, que já trouxeram prejuízos de R$ 2 milhões.

O piscinão Petrobras, em Mauá, no bairro Capuava, receberá câmeras de monitoramento nos próximos dez dias. Diferentemente do uso feito pela Prefeitura de São Paulo, que utiliza as imagens para monitorar o nível da água, as câmeras de Mauá visam a segurança do maior piscinão da América Latina.

Em 2005, uma ação criminosa de assaltantes levou cabos de ligação das cinco bombas, os transformadores da cabine primária e todos os instrumentos dos painéis de controle. O que não foi levado acabou sendo destruído pelos vândalos. Ainda em reconstrução até o ano passado, o piscinão sofreu novamente um roubo. No dia 12 de outubro, criminosos armados renderam técnicos e GCMs (Guardas Civis Municipais) no local, levando novamente parte da fiação. O Daee (Departamento de Águas e Energia Elétrica) contabiliza prejuízo de mais de R$ 2 milhões com as ações.

De acordo com o secretário de Serviços Urbanos da cidade, Marcos Batista Gaia, foram instaladas seis câmeras no piscinão Petrobras. “O problema não é a criminalidade no entorno, mas o alto padrão dos equipamentos do piscinão, que é o maior da América Latina”, explicou. A capacidade do equipamento que armazena água da chuva é de 80 milhões de litros.

O piscinão Petrobrás voltou a funcionar em janeiro deste ano. O equipamento do Jardim Zaíra também teve problemas no fim do ano passado. Por causa do excesso de detritos nas grades, a água transbordou e danificou parte da sala de máquinas. O piscinão está funcionando provisoriamente com bombas diesel para rebaixar as águas e limpar as bombas elétricas e voltarão a funcionar a partir de março.

Mauá possui quatro piscinões e é responsável pela segurança e manutenção dos equipamentos. O Daee se comprometeu no ano passado, depois de reunião com o Consórcio Intermunicipal, a fazer a limpeza dos piscinões do ABCD.

De acordo com o secretário de Serviços Urbanos, o único ponto da cidade que teve problemas com enchentes no começo deste ano foi o cruzamento da rua Lasar Segall com a avenida Papa João XXIII. “Não era um local com problemas típicos como esse. Acreditamos que uma obra particular nas imediações para canalizar um rio tenha causado o problema”, explicou Gaia.

Por Vanessa Selicani - ABCD Maior / Foto: Antonio Ledes
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6331 dias no ar.