NOTÍCIA ANTERIOR
Manutenção da Sabesp afetará abastecimento de água em Sto.André
PRÓXIMA NOTÍCIA
Sem manutenção, árvores se tornam ameaça na região
DATA DA PUBLICAÇÃO 24/10/2017 | Setecidades
Pets ganham máquina de autosserviço para banho na região
Pets ganham máquina de autosserviço para banho na região Foto: Marília Montich/DGABC
Foto: Marília Montich/DGABC
A agitada vira-lata Cacau, de um ano e sete meses, sai de casa toda semana para tomar banho. Mas ao contrário do que se possa imaginar, seu destino não é o petshop, e sim um posto de combustível. E quem lava a cachorrinha não é alguém desconhecido. A própria família é quem esfrega, enxágua e seca. Em pouco tempo ela já está limpa e cheirosa, pronta para voltar para casa.

O serviço que a família de Cacau usa para higienizar a mascote é o Uau Uau Wash, um equipamento que conta com mecanismo semiautomático. Qualquer pessoa, mesmo sem conhecimento específico, é capaz de utilizá-lo. Basta colocar o animal no lavatório, acionar o botão de inciar e pronto: ciclos de água e shampoo são liberados. Entre eles, tempo para ensaboar e enxaguar. Depois, o secador fica à disposição. O processo não leva mais que 20 minutos.

“É um sistema bem simples, fácil de operar. E o bom é que não tem desperdício de água como teria em casa. Além disso, prefiro eu mesma dar o banho, porque ela está acostumada comigo”, diz a estudante Vitória dos Santos Agapito, 20 anos, dona de Cacau. Sua mãe, Sônia dos Santos, 53, acredita que o método respeita o bichinho, justamente por estar baseado na relação dono-animal. “Quando você dá o banho, você sabe até onde pode ir e não gera estresse. A Cacau, por exemplo, não gosta de secador. No petshop isso não seria levado em conta ”, completa a dona de casa de São Bernardo.

Atualmente existem apenas duas máquinas da Uau Uau Wash no Grande ABC – uma em São Bernardo (Avenida Senador Vergueiro, 4.270), no bairro Rudge Ramos, e outra em Santo André (Avenida Industrial, 3.419), em Utinga. Ambas estão localizadas em postos de combustível. Há outros 10 equipamentos em São Paulo, tanto em postos como em condomínios residenciais. Além disso, eventos costumam acontecer em praças de São Bernardo, sempre aos fins de semana. O último ocorreu em 8 de outubro, na Praça do Professor, no bairro Nova Petrópolis. Uma nova ação já é preparada, porém ainda não tem dada e local definidos.

Nas ações nas praças são-bernardenses, o serviço é oferecido gratuitamente. Já nos postos e condomínios, o valor cobrado é R$ 15 por banho, o que contempla água morna, shampoo, condicionador e secador. São dois ciclos de lavagem, o suficiente para remover toda a sujeira.

Iniciativa - A ideia surgiu há cerca de cinco anos, quando três sócios – dois advogados e um engenheiro – observaram a técnica no Exterior e resolveram trazê-la para o Brasil. “Todos temos animais de estimação e gostamos desse universo. Vimos o modelo na Europa e nos Estados Unidos e decidimos adaptá-lo ao nosso clima tropical. Em 2012 começamos a desenvolver o conceito da máquina. O shampoo que oferecemos também foi pensado por nós. Ele é hipoalergênico, já vem com o condicionador e tem durabilidade de uma semana”, conta um dos sócios-proprietários da marca, José Sérgio Campos Balieiro, 46 anos.

Em 2014, as máquina do Uau Uau Wash foram apresentadas ao público durante uma Cãominhada em São Bernardo. Apenas neste semestre, porém, a novidade chegou aos postos do Grande ABC como opção permanente aos clientes.

Pontos positivos - Praticidade, baixo custo e ganho na interação entre dono e animal são vantagens apontadas por Balieiro. “O estresse é muito menor, pois o bicho está entre conhecidos. Além disso, não há espera como há nos petshops. É um banho expresso, daqueles que se daria em casa, mas com muito mais economia de água (cada banho na Uau Uau Wash consome 25 a 30 litros de água). Diria que uma proporção boa seria dar banho três vezes na máquina e uma no petshop, a fim de fazer uma tosa, por exemplo.”

O equipamento comporta todos os tamanhos de cachorros e gatos. Até mesmo um porco doméstico já virou cliente, como lembra o sócio-proprietário. Como muitos animais passam pelo lavatório diariamente, o local passa por limpeza constante. “A máquina solta um bactericida no término de cada banho. É um processo automático, tudo funciona no esquema de autosserviço”, diz Balieiro.

O esquema de negócio da Uau Uau Wash é baseado hoje em parcerias. No caso dos postos de combustível, onde a maioria das máquinas pode ser encontrada, gastos e lucros são divididos. Para o estabelecimento, a vantagem também está na alta do movimento, que resulta em maior consumo tanto no posto como na loja de conveniência. “Nossa empresa oferece máquina e insumos (shampoo e bactericida) enquanto o posto entra com energia e água. Os ganhos dividimos igualmente”, ressalta o sócio, que adianta que, para expandir a marca, a estratégia tem sido buscar patrocinadores que desejam ter sua marca atrelada ao serviço.

Por Marília Montich - Diário OnLine
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2021 - Desde 2003 à 6774 dias no ar.