NOTÍCIA ANTERIOR
Orla paraibana tem cantos para agitar ou descansar
PRÓXIMA NOTÍCIA
China estreia 1º trem de alta velocidade em áreas de frio extremo
DATA DA PUBLICAÇÃO 03/12/2012 | Turismo
Parques nos extremos da capital têm trilhas e belas paisagens
Engana-se quem pensa que não dá para respirar ar puro e contemplar belas paisagens em São Paulo. Sem precisar ir longe, é possível encontrar opções de trilhas e passeios ecológicos para todos os perfis: quem curte aventura, quem quer fazer um piquenique com os amigos ou simplesmente andar com as crianças onde há cheiro de mato.

As opções vão desde as cachoeiras das serras do Mar e da Cantareira até trilhas adaptadas para deficientes físicos e visuais, como no parque do Jaraguá, todas elas reservas que preservam o pouco que sobrou de mata atlântica no entorno da capital.

O ecoturismo é o segmento turístico que mais cresce no mundo. Segundo a Secretaria do Meio Ambiente do Estado, enquanto o turismo convencional sobe 7,5% ao ano, o ecoturismo varia de 15% a 25%.

Como, no entanto, esses parques costumam ser afastados, é importante estar atento aos detalhes: algumas trilhas não abrem todos os dias, outras fecham quando chove, algumas exigem agendamento e outras não possuem restaurante.

Então, leve um lanchinho, garrafa d'água, um bom tênis, protetor solar, muito repelente e pronto. É só seguir o nosso guia.

SERRA DA CANTAREIRA

O monitor ambiental Ronaldo Soares, há oito anos no Parque Estadual da Serra da Cantareira, não esconde o orgulho na hora de falar sobre os animais dali.

Isso porque, nos últimos anos, o governo estadual retomou cerca de 30 mil hectares de mata que estava ocupada ilegalmente e aumentou a área de preservação do parque, o que fez com que os animais se sentissem protegidos para voltar ao habitat. "A última onça pintada havia sido vista aqui na década de 1940 e voltou a aparecer", conta o monitor.

Os bichos raros dividem as atrações da Cantareira com as várias cachoeiras para nadar e se refrescar, espalhadas pelas trilhas dos quatro núcleos do parque: Pedra Grande, Águas Claras, Engordador e Cabuçu.

No Engordador, são três quedas-d'água ao longo da caminhada. Mas é no Cabuçu que fica a maior delas.

Parque Estadual da Serra da Cantareira R. do Horto, 1.799, Horto Florestal, região norte, tel. 2203-3266. Distância do centro: 12 km. Ter. a dom.: 8h às 17h (trilhas até 15h). Após 31/1, só aos sábados e domingos. Entrada: R$ 9. Não possui lanchonete. Há espaço para piquenique e playground.

Principais trilhas: Trilha da Cachoeira/Engordador (3 km, 1h30min); Trilha da Cachoeira/Cabuçu (5,2 km, 3h30min).

SERRA DO MAR

Difícil acreditar que, em uma região repleta de indústrias, seja possível tomar banho nas águas cristalinas de um rio margeado por variadas espécies de árvores e animais em risco de extinção.

O Parque Estadual da Serra do Mar, com sede em Cubatão, estende-se por praticamente toda a costa do Estado e oferece uma dezena de passeios em vários municípios.

O mais próximo de São Paulo é o núcleo Itutinga-Pilões, que fica a cerca de uma hora de viagem e abriga três trilhas de mata bem fechada. A duração delas varia de 40 minutos a oito horas e é ideal para quem curte esporte de aventura.

Na Passareúva, por exemplo, é preciso atravessar a pé o rio, com água quase na cintura, para chegar à cachoeira que dá nome à trilha.

Parque Estadual da Serra do Mar - Itutinga-Pilões Estrada Elias Zarzur, km 8, Cubatão, tel. (13) 3377-9154. Distância de SP: 57 km. Ter. a sex.: 9h às 11h30 e 14h
às 16h30. Sáb.: 9h às 12h. Grátis. Precisa agendar.Não possui lanchonetes e não permite piquenique, mas há refeitório para quem levar lanche.

Principais trilhas: Rio Pilões (1,2 km, 40 min.); Passareúva (3 km, 2 h); Usina (9 km, 8 h).

JARDIM BOTÂNICO

Vizinho menos famoso do zoológico, o Jardim Botânico de São Paulo é também um recanto de mata atlântica preservada que merece ser visitado.

Com trilhas tranquilas entre jardins repletos de flores e plantas, é um passeio que vale ser feito com toda a família, das crianças até os avós. O local oferece, inclusive, um veículo elétrico para pessoas idosas e com limitações físicas.

A trilha da Nascente, um percurso de pouco mais de 700 metros, vai até a nascente e último trecho ainda limpo do riacho do Ipiranga -sim, aquele em cujas margens o futuro dom Pedro 1º declarou a nossa independência.

Além dos macacos bugios, espécie em extinção avistada pelo caminho, a visita ainda vale pelo Museu Botânico, pelas estufas de flores exóticas e diversas estruturas antigas, como o velho portão do parque, de 1894.

Parque Estadual Fontes do Ipiranga Jardim Botânico. Av. Miguel Stéfano, 3.031, Água Funda, região sul, tel. 5067-6000. Distância do centro: 17 km. Ter. a dom.: 9h às 18h. Entrada: R$ 5. Possui lanchonete e restaurante, há espaço para piqueniques.

Principal trilha: Trilha da Nascente (720 m, 30 min.)

PICO DO JARAGUÁ

No Parque Estadual do Jaraguá, na zona norte, três trilhas permitem adentrar as áreas preservadas de mata atlântica. A do Silêncio, mais simples, é a única do Estado totalmente adaptada para deficientes visuais e pessoas com mobilidade reduzida.

Já a trilha da Bica, em mata um pouco fechada, vai até a nascente do ribeirão Vermelho, afluente do rio Tietê.

Íngreme e sem paradas, o percurso do Pai Zé, de cerca de três horas, é o que leva ao pico do Jaraguá, onde se tem uma vista panorâmica de boa parte da cidade.

Parque Estadual do Jaraguá R. Antônio Cardoso Nogueira, 539, Jaraguá, região norte, tel. 3941-2162. Distância do centro: 23 km. Seg. a dom.: 7h às 17h (trilhas até 16h). Grátis.
Possui duas lanchonetes. É permitido fazer piquenique e há área para churrasco.

Principais trilhas: Silêncio (828 m, 30 min.); Bica (1,5 km, 1 h); Pai Zé (3,6 km, 3 h)

GUARAPIRANGA

A trilha do Parque Ecológico do Guarapiranga é diferente das outras: é feita de olhos vendados e pés descalços.

Na trilha da Vida, chamada de sensorial, o visitante é conduzido por um monitor e convidado a experimentar o pequeno circuito com tato, olfato, audição e até paladar.

Segundo Marco Lucena, gestor do parque, o trecho de apenas 15 minutos é muito utilizado também por empresas, como forma de integração.

Parque Ecológico do Guarapiranga Estrada da Riviera, 3.286, Riviera Paulista, região sul, tel. 5517-6707. Distância do centro: 29 km. Ter. a dom.: 8h às 17h. Grátis. Não possui lanchonete e não recomenda piquenique. Há playground, brinquedoteca, biblioteca e quadras esportivas.

Principal trilha: Trilha da Vida (65 m, 15 min.). Precisa agendar.

Por Daniela Turano - Colaboração para a Folha
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Turismo
18/09/2018 | Brasileiros precisarão de autorização de viagem para entrar na Europa a partir de 2021
17/09/2018 | Halloween Horror Nights 2018, do Universal Orlando, já está aberto
31/08/2018 | Campos do Jordão para crianças
As mais lidas de Turismo
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2022 - Desde 2003 à 6892 dias no ar.