NOTÍCIA ANTERIOR
Vagas para estágio na Prefeitura de Mauá
PRÓXIMA NOTÍCIA
Hospital Nardini amplia horário de visita em seis setores
DATA DA PUBLICAÇÃO 28/01/2014 | Cidade
Paço planeja envio do projeto da MauáTrans nas primeiras sessões
Paço planeja envio do projeto da MauáTrans nas primeiras sessões Foto: Ricardo Trida/DGABC
Foto: Ricardo Trida/DGABC
A Prefeitura de Mauá começa, de fato, a tirar do papel o projeto de reformulação do transporte coletivo municipal com a publicação, hoje, do chamamento para audiência pública no dia 12, às 10h. O encontro visa detalhar à sociedade mauaense o edital da licitação para renovar o serviço e o funcionamento da MauáTrans, empresa municipal que será criada. Logo que assumiu o Paço, Donisete Braga (PT) enfrentou problemas operacionais com as duas empresas que operavam as 43 linhas da cidade – Viação Cidade de Mauá e Leblon.

“Vamos explicar todo o procedimento e o que vamos querer das empresas no edital durante a audiência pública. Depois que realizarmos o ato, em seguida, vamos lançar a licitação”, garantiu o secretário de Governo, Edílson de Paula (PT). As exigências previstas no certame são pautadas pela modernização do atual modelo de linhas de ônibus. “Vamos colocar a questão da integração com os trens (Estação Mauá da Linha 10-Turquesa da CPTM, Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e tem a questão dos abrigos (paradas)”, completou o petista.

O segundo passo administrativo será a criação da autarquia MauáTrans, que será responsável pela regulamentação, gerenciamento e fiscalização do transporte coletivo municipal. “O projeto de lei já está pronto. Será encaminhado à Câmara na primeira sessão do ano ou, no mais tardar, na segunda sessão. A empresa será parecida com a de Santo André (a SATrans)”, informou Edílson.

Líder do governo na Câmara, Marcelo Oliveira disse que está se informando junto ao Paço para detalhar a peça aos vereadores. “Vamos conversar na sexta-feira para ter mais detalhes e poder explicar aos parlamentares. Se tiver algum ponto difícil de entender, podemos chamar o secretário da área”, adiantou o petista. Donisete, que classificou a criação da autarquia como prioridade, havia prometido encaminhar a proposta em outubro, depois em novembro, mas detalhes técnicos atrasaram o planejamento.

As duas concessionárias das 43 linhas de ônibus de Mauá – Leblon (18) e Viação Cidade de Mauá (25) – foram declaradas inidôneas por supostas irregularidades no sistema eletrônico de bilhetagem e tiveram os contratos rompidos no ano passado. Para solucionar a questão, Donisete trouxe a empresa Suzantur para servir os itinerários em caráter emergencial.

A companhia já opera as linhas que estavam sob tutela da Leblon e, no sábado, assumiu mais oito que estavam sob comando da Viação Cidade de Mauá. A tendência é que todo o sistema seja operado pela Suzantur, que deverá receber mensalmente R$ 400 mil até a conclusão do processo de renovação da concessão.

Por Gustavo Pinchiaro - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6288 dias no ar.