NOTÍCIA ANTERIOR
Governo zera imposto de importação para máquinas e cápsulas de café
PRÓXIMA NOTÍCIA
Ipem fará avaliação de balanças de feiras
DATA DA PUBLICAÇÃO 05/04/2015 | Economia
Ovos de Páscoa têm descontos na véspera
Ovos de Páscoa têm descontos na véspera Foto: Anderson Silva/DGABC
Foto: Anderson Silva/DGABC
Quem aproveitou o último dia antes da Páscoa para comprar ovos de chocolate encontrou boas ofertas nos supermercados da região. Para tentar eliminar os estoques, as principais redes varejistas ofereceram redução de até 36,8% no preço, além de brindes na compra de determinada quantidade de produtos.

Na tarde de ontem, a equipe do Diário percorreu quatro lojas no Grande ABC. Em Santo André, a Coop da Avenida Industrial oferecia condição vantajosa. O Alpino de 350 gramas era brinde caso o cliente levasse dois ovos Nestlé ou Garoto – marcas do grupo Nestlé – com pelo menos 350 gramas. Também havia promoção semelhante para os produtos infantis.

Já na Chocolândia, também em Santo André, a compra de chocolates de fabricação própria compensava mais. Cada unidade com 250 gramas custava R$ 11,99 e, a cada cinco ovos, eram cobrados quatro.

Já em São Bernardo, foi encontrado no Sonda desconto de 36,8% no preço do Pascoal de 100 gramas, da Lacta, que acompanha copo de brinde. Caiu de R$ 29,90 para R$ 18,90. Entre os produtos infantis, também houve redução. O ovo de 150 gramas do Star Wars era vendido ontem a R$ 23,99 na mesma loja, 27,3% a menos do que o valor encontrado em pesquisa do Diário feita na semana passada.

No Carrefour da Avenida Senador Vergueiro, em São Bernardo, os clientes podiam parcelar em até dez vezes sem juros a compra do Ferrero Rocher de 250 gramas, que custava R$ 39,99. Entre as principais ofertas estava a do grupo da Nestlé. Na compra de três ovos de ambas as marcas com pelo menos 150 gramas, o consumidor ganhava um do tipo Classic, com 185 gramas.

A estilista Amanda Antunes, 22 anos, foi ao supermercado na véspera da Páscoa em busca de preços mais atrativos. “Ainda mais neste ano, que está tudo mais caro. Comprei alguns com antecedência, mas tive de optar por ovos menores”, admite.

O eletricista de automóveis Agnaldo Martinusso, 48, também deixou a compra dos itens tradicionais para a última hora em razão dos preços. Entretanto, a demora faz parte de outra estratégia. “Se esse chocolate ficar muito tempo em casa, acabamos comendo tudo antes da hora”, brinca.

Por Fábio Munhoz - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Economia
25/09/2018 | Operação mira sonegação de R$ 100 mi de grupos cervejeiros e cerca Proibida
25/09/2018 | Greve na Argentina cancela voos no Brasil nesta terça-feira
25/09/2018 | Demanda por GNV aumenta até 350% após alta na gasolina
As mais lidas de Economia
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6196 dias no ar.