NOTÍCIA ANTERIOR
Polo Petroquímico tem água para uso industrial
PRÓXIMA NOTÍCIA
Volkswagen planeja investir R$ 10 bi no País até 2018
DATA DA PUBLICAÇÃO 24/03/2014 | Economia
Ovo de Páscoa varia até 40,7% na região
Ovo de Páscoa varia até 40,7% na região Foto: Marina Brandão/DGABC
Foto: Marina Brandão/DGABC
A pouco menos de um mês da Páscoa – comemorada neste ano em 20 de abril –, o consumidor já encontra os mais diversos ovos de chocolate nas gôndolas dos supermercados. Entretanto, tão grande quanto a variedade de produtos encontrados é a diferença dos preços entre os estabelecimentos.

Conforme levantamento realizado pela equipe do Diário na sexta-feira, dia 21, a variação entre os valores de um mesmo item, em quatro supermercados do Grande ABC – Chocolândia (Santo André), Extra (Grand Plaza Shopping), Sonda (São Bernardo) e Coop (São Caetano) pode chegar a 40,7% (veja arte abaixo). Foram pesquisados 26 produtos.
É o caso do ovo de chocolate infantil da linha das Princesas, da Disney, da marca Nestlé. Com 110 gramas, ele traz uma pulseira como surpresa e pode custar de R$ 19,90 a R$ 27,99.

Em seguida, na lista, o produto com a maior variação é o Sonho de Valsa, da Lacta, de 270 gramas. Dependendo do comércio, ele pode custar de R$ 20,30 a R$ 27,99.

Já o ovo com a menor diferença de preço é o Talento, da Garoto, de 375 gramas. O valor mais baixo encontrado foi de R$ 31,90 e, o mais alto, R$ 33,59.

Os preços praticados no mercado estão cerca de 6% mais caros, devido à reposição da inflação que, segundo o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), encerrou 2013 em 5,91%, mais os gastos com mão de obra.

Apesar dos valores salgados, o consumidor que já começou a pesquisar não sente tanta diferença assim em relação ao ano passado. É o caso da designer de bolo andreense Andrea Dellacorte, que já está de olho nas guloseimas para suas filhas. “Eu não senti tanta diferença em relação ao ano passado. Claro que está um pouco mais caro, porém, ainda cabe no bolso”, afirmou.

Mesmo fazendo ovos caseiros, a mãe de duas meninas pequenas sabe que vai ter que comprar os ovos infantis de personagens, que são sempre mais atraentes aos olhos das crianças. “Não tem como. Mesmo eu fazendo ovos caseiros, elas não querem saber do chocolate, mas das surpresas. Não tem como competir com os personagens”, garante.

OPÇÕES - Nem todos os supermercados pesquisados, porém, dispõem de todos os lançamentos nas parreiras. O troféu da Copa do Mundo, da Garoto, 300 gramas, uma versão de chocolate da taça do campeonato, que deve ser uma das vedetes nesta Páscoa, só foi encontrado no Sonda, por R$ 51,79.

Ovos temáticos, como os da Boneca Monster High, da Lacta, de 170 gramas, que acompanha uma lanterna, só foram localizados na Coop, por R$ 29,99. A versão de um quilo do tradicional Bis, da Lacta, que é personalizável, só foi encontrada no Extra, por R$ 92,90.

INFANTIS - Os ovos desenvolvidos especialmente para o público infantil são destaque entre os investimentos dos fabricantes em licenciamento. Prova disso é que não é raro encontrar mais de uma opção para um mesmo personagem. Esse é o caso do ovo com maior variação, o das Princesas. Além da versão cotada nos mercados com uma pulseira de surpresa, há outro modelo de 200 gramas que acompanha uma maletinha e custa, em média, R$ 2 a mais.

COMÉRCIO - C omo a Páscoa deste ano cai em abril, os varejistas estão mais animados. Em 2013, a data foi comemorada em março, quando os consumidores ainda tinham contas de início do ano a pagar e o clima ainda não havia refrescado. De acordo com o presidente da rede de lojas Chocolândia, Osvaldo Nunes, a expectativa é de alta nas vendas de 20%, em relação a 2013.

Diferença entre ovo e barra é de 365%

Apesar de o consumidor praticamente não ter sentido o aumento de preços dos ovos de Páscoa em relação ao ano passado, a diferença de custo acaba sendo bem mais perceptível se a comparação for feita com o preço do chocolate em barra, obviamente considerando-se o mesmo peso nas duas versões do produto. Por exemplo, o ovo Diamante Negro, da Lacta, tem 320 gramas e varia de R$ 33,89 a R$ 39,99. A barra do chocolate com 170 gramas custa até R$ 4,29, a diferença entre o preço do ovo e duas barras é de 365%. O mesmo acontece com outras marcas, como o Galak da Nestlé de 240 gramas, que tem o ovo custando de R$ 22,19 a R$ 27,99. Já a barra do mesmo chocolate com 170 gramas custa em média R$ 3,90.

Quando se fala em barras com peso maior, a diferença também aumenta. Uma que pesa um kilo, da marca Garoto, era encontrada por R$ 18,99. O único ovo da lista pesquisada que tem esse preço pesa 170 gramas.

Mesmo com a enorme diferença, o consumidor não pensa em trocar os ovos pelas barras. “Nesta época não tem como não comprar os ovos. Eu faço para vender, por isso compro bastante barras, mas tem gente que tem preferência pelos industrializados mesmo, por causa de uma determinada marca”, declarou a dona de casa Carla Serqueira.

Conforme explica o presidente da rede de lojas Chocolândia, Osvaldo Nunes, as barras são mais procuradas em versões maiores por quem vai fazer ovos caseiros. “A barra sai bem mais barato e com uma unidade você consegue fazer até cinco ovos. O que a indústria alega para justificar essa diferença é que é uma comparação injusta, já que é preciso contratar funcionários e começar a produção com meses de antecedência. Isso sem falar em toda a logística da marca para distribuição e da contratação temporária dos promotores de vendas.”

Por Yara Ferraz - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Economia
25/09/2018 | Operação mira sonegação de R$ 100 mi de grupos cervejeiros e cerca Proibida
25/09/2018 | Greve na Argentina cancela voos no Brasil nesta terça-feira
25/09/2018 | Demanda por GNV aumenta até 350% após alta na gasolina
As mais lidas de Economia
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6195 dias no ar.