NOTÍCIA ANTERIOR
Plano amplia prevenção no combate às enchentes
PRÓXIMA NOTÍCIA
Em cinco anos, Linha 10 perde 8 milhões de passageiros
DATA DA PUBLICAÇÃO 12/05/2017 | Setecidades
Obra no Alvarenga deve começar em junho
Obra no Alvarenga deve começar em junho Foto: Nario Barbosa/DGABC
Foto: Nario Barbosa/DGABC
Projeto de implantação de rede coletora de esgoto no Grande Alvarenga, localizado às margens da Represa Billings, em São Bernardo, e que beneficiará o reservatório, está com processo licitatório em andamento. Segundo o prefeito Orlando Morando (PSDB), no próximo mês a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), responsável pela ação, dará ordem de serviço das obras que integram o programa denominado Pró-Billings.

O chefe do Executivo fez a afirmação ontem, na Prainha do Riacho Grande, ao lado do secretário de Gestão Ambiental de São Bernardo, Mario Henrique de Abreu, durante o encerramento da Expedição Billings, iniciativa da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), por meio do projeto IPH (Índice de Poluentes Hídricos), em parceria com a empresa ProMinent.

A Sabesp não confirma a data de início das obras, mas frisa que a previsão é para este ano. “Após a homologação da empresa vencedora ocorrerá a assinatura do contrato e, na sequência, as obras terão início. Com investimento de R$ 128 milhões, a previsão é que elas sejam concluídas em quatro anos”, declarou, em nota.

Na região do Alvarenga o esgoto já é coletado, mas, com a intervenção, será encaminhado para a ETE (Estação de Tratamento de Esgotos) ABC. Ao ecoesportista Dan Robson e à coordenadora do projeto IPH/USCS, Marta Ângela Marcondes, Morando disse que as melhorias devem começar a ficar perceptíveis em 2019.

Como ações para contribuir com a preservação da represa, o prefeito salientou que a gestão está combatendo “fortemente” as ocupações irregulares no entorno. “Temos apoio de aeronave que sobrevoa a região semanalmente com apoio da GCM (Guarda Civil Municipal). Derrubamos pelo menos uma centena destas ocupações (irregulares) na nossa gestão”, falou.

BALANÇO

Na terceira edição da Expedição Billings, a avaliação das águas foi satisfatória, segundo Dan Robson, Na comparação com os anos de 2015 e de 2016, o ponto mais importante constatado foi a redução do lixo flutuante. “A situação da represa melhorou bastante. Há esperança, basta ter vontade de todos”, frisou. Os resultados da última semana do projeto serão divulgados a partir de segunda-feira.

Por Vanessa de Oliveira - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6239 dias no ar.