NOTÍCIA ANTERIOR
Todos os 71 mortos na queda do avião da Chapecoense são identificados
PRÓXIMA NOTÍCIA
Conmebol declara Chapecoense como campeã da Sul-Americana deste ano
DATA DA PUBLICAÇÃO 05/12/2016 | Esportes
O adeus aos heróis da Chape
“O campeão voltou!”. Com este coro, cantado em uníssono na Arena Condá na manhã de ontem, os torcedores se despediram dos heróis da Chapecoense, integrantes da comissão técnica, dirigentes e jornalistas, vítimas do acidente que deixou 71 mortos na madrugada de terça-feira, pouco antes do pouso em Medellín, onde o time jogaria a primeira partida final da Copa Sul-Americana.

Debaixo de muita chuva, a cerimônia de despedida teve início ainda no aeroporto de Chapecó. Em seguida, caminhões com os corpos seguiram cortejo pela cidade até o estádio preparado para o velório.

Vestindo camisa do Atlético Nacional, adversário da Chapecoense na final, o prefeito da cidade, Luciano Buligon, agradeceu emocionado todo apoio dado pelo povo colombiano após o acidente. “Deus também tem o direito de chorar. Por isso chove tanto na terra de Condá. Preciso reconhecer, antes de mais nada, que a Colômbia fez com que nos aproximássemos de forma a não mais se esquecer. Só por competência de todos eles que temos seis sobreviventes desse trágico acidente. Vocês sempre estarão nos nossos corações. Essa equipe não é mais de Chapecó. É do mundo.” Já o presidente em exercício do clube, Ivan Tozzo, informou que “a Chapecoense vai continuar.”

Entre as autoridades que marcaram presença no estádio para homenagear as vítimas esteve o mandatário da CBF, Marco Polo Del Nero, que em seu discurso afirmou que a Chape será declarada campeã da Copa Sul- Americana. Além dele, estiveram no local o presidente Michel Temer, que não discursou; Ronaldo Nogueira, ministro do Trabalho; Leonardo Picciani, ministro do Esporte; Walter Feldman, secretário-geral da CBF; o governador de Santa Catarina Raimundo Colombo; o embaixador da Colômbia, Alejandro Borda; o presidente da Fifa, Gianni Infantino; além de ex-jogadores como o espanhol Puyol e o holandês Seedorf.

O técnico da Seleção Brasileira Tite, que chegou após o desembarque dos corpos, deixou sua mensagem de apoio. “Eu quero, na medida do possível, amenizar o sofrimento e encorajar as famílias.” Alguns ex-atletas da Chape também estiveram na Arena Condá, como os zagueiros Vilson (Corinthians) e Douglas Grolli (Ponte Preta) e o atacante Soares (Madureira).

Para finalizar a cerimônia, mensagens de jogadores de futebol de todo o mundo, entre eles Neymar, Juninho Pernambucano, Marcelo Moreno, Mithyue (futsal), Leandro (Coritiba, ex-Palmeiras), Everton (Grêmio), Edílson (Grêmio), Roberto Dinamite, Osvaldo (Fluminense), Neto, Leo (ex-Santos), Keirrison e Ariel foram transmitidas pelo telão instalado no estádio.

De todos os corpos velados na Arena Condá, 16 vítimas foram enterradas em Chapecó e as demais seguiram para suas cidades de origem.

Por Vanessa Soares - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Esportes
21/09/2018 | Tite convoca Pablo, Walace e Malcom para duelos contra Arábia Saudita e Argentina
20/09/2018 | Real Madrid atropela a Roma por 3 a 0 e inicia bem a luta pelo tetracampeonato
18/09/2018 | Jogador de vôlei que jogou em Santo André é encontrado morto na Espanha
As mais lidas de Esportes
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6230 dias no ar.