NOTÍCIA ANTERIOR
One Direction estreia no Brasil com show para 40 mil pessoas no Rio
PRÓXIMA NOTÍCIA
''Relato fiel'', diz primo de Rodolfo nos 20 anos de ''Puteiro em João Pessoa''
DATA DA PUBLICAÇÃO 12/05/2014 | Cultura
No show do One Direction em SP, Pelé aparece no telão e elogia o grupo
Boy band inglesa, em 1ª turnê no Brasil, cantou neste sábado no Morumbi.

Pelé disse em mensagem que quer tocar com eles e ofereceu camisas.


A aparição de Pelé, em vídeo reproduzido nos telões, foi o que de mais inusitado ocorreu no show do One Direction neste sábado (10) em São Paulo. Lamentando o fato de não poder estar no estádio do Morumbi, onde ocorreu a apresentação, o ex-jogador ofereceu camisas da seleção brasileira de futebol e elogiou a boy band mais popular da atualidade. Aproveitou ainda para fazer propaganda de seu lado músico. "Eu admiro vocês. Toco violão", afirmou, em inglês. Na sequência, chegou a propor uma parceria – musical, e não futebolística, brincou ele, citando por fim que o Brasil deverá vencer a Copa do Mundo.

De resto, o público – 64 mil pessoas, segundo a produção – não viu um show tão diferente do oferecido na atual turnê do One Direction, que começou no final de abril e na quinta-feira (8) havia passado pelo Rio, na estreia do quinteto no país. Foram as mesmas 23 músicas (veja o repertório abaixo), na mesma ordem e com os mesmos elogios, do tipo: "Vocês são a melhor plateia do mundo, a mais barulhenta".

A "visita" de Pelé ao show aconteceu num tradicional momento em que o grupo britânico interage virtualmente com fãs que enviam perguntas e desafios. A uma menina indiana que quis saber qual celebridade eles gostariam de ser por 24 horas, os rapazes responderam: "Neymar".

O show deste sábado começou por volta das 20h15. A garoa e o vento, que tinham aumentado na meia hora anterior, diminuiu e permitiu que celulares e câmeras voltassem à ativa para registrar a entrada dos ídolos em cena.

São realmente intensos os gritos da plateia, formada em grande parte por crianças acompanhadas pelos pais. Minutos antes de o show começar, o empresário Gilberto Ferreira, 44, de São Paulo, conversava com a filha, a estudante Ana Carolina Ferreira, 9. "Pai, aqui acontece futebol de verdade?", quis saber a garota, sem se dar conta de que a pista estava montada, afinal, sobre um campo "de futebol de verdade".

A estridência e o choro dos fãs se mantêm até o final. Pouco importa se, ao vivo, o One Direction não é superior ao que se ouve em discos. A execução do hit "What makes you beautiful", que encerra a primeira parte da apresentação, é meio cansada. "One thing", por outro lado, empolga bastante.

Auxiliados por uma banda (guitarra, baixo, bateria), os integrantes do One Direction cantam o suficiente para o seu estilo. Harry Styles às vezes tem de se esforçar demais para segurar seus breves solos. Mas, na maior parte do tempo, Liam Payne, Niall Horan, Zyan Malik e Louis Tomlinson (principalmente os dois primeiros) se garantem nas passagens que exigem alguma técnica vocal.

O maior empenho, no entanto, vem nos intervalos entre as canções. É na hora de falar bem de seus admiradores. Logo após a terceira música, o hit "Kiss you", Liam calcula: "É o maior público da nossa história". A "nossa história", no caso, tem quatro anos. E o integrante mais velho do One Direction tem 22.

Além dos aplausos e berros, a boy band ganha muitas bandeiras do Brasil – é Harry Styles o encarregado de apanhá-las. Durante "Little things", Niall empunha o violão e resolve se sentar sobre uma delas, que está estendida nos degraus do palco. Em seguida, ele é questionado por Liam se sabe falar algo em português. Diante da resposta negativa, o próprio Liam canta, com sotaque: "São Paulo, eu te amo!".

Mas Niall não se dá por vencido: retorna para o bis vestindo uma camisa da seleção. É assim que funciona, ao longo da apresentação inteira, com os integrantes promovendo uma competição para ver quem é o mais generoso. Como tudo está bem ensaiado, dá empate.

Harry até poderia ser declarado o vencedor, ao comentar no final: "Nós amamos tanto o Brasil, que tenho uma tatuagem". Ele, então, sorri e aponta para a região da coxa, onde tatuou o nome do país. Mas, ao contrário do que tinha feito no Rio, o cantor agora não abaixa as calças. Fica só na ameaça.

Os fãs lamentam. Mas logo superam a relativa frustração e recuperam a empolgação e o volume. Quando o One Direction deixa o palco, logo após "Best song ever", fogos de artifício anunciam o desfecho. E é para os fogos que os fãs gritam agora.

Setlist do One Direction neste sábado (10) em SP:

1. "Midnight memories"
2. "Little black dress"
3. "Kiss you"
4. "Why don't we go there?"
5. "Rock me"
6. "Don't forget where you belong"
7. "Live while we're young"
8. "C'mon, c'mon"
9. "Right now"
10. "Through the dark"
11. "Happily"
12. "Little things"
13. "Moments"
14. "Strong"
15. "Better than words"
16. "Alive"
17. "One thing"
18. "Diana"
19. "What makes you beautiful"

Bis
20. "You & I"
21. "Story of my life"
22. "Little white lies"
23. "Best song ever"

Por Cauê Muraro - G1, em São Paulo
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Cultura
25/09/2018 | Encontro com o passado
21/09/2018 | ''Sou muito feminino, isso é uma grande qualidade'', diz Chay Suede a Pedro Bial
20/09/2018 | Avril Lavigne lança Head Above Water, música sobre a doença a qual sofre
As mais lidas de Cultura
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6234 dias no ar.