NOTÍCIA ANTERIOR
Rock in Rio anuncia show da cantora britânica Jessie J
PRÓXIMA NOTÍCIA
Michel Teló leva prêmio de música do ano da ''Billboard'' latina
DATA DA PUBLICAÇÃO 24/04/2013 | Cultura
Na festa de ''Sangue bom'', Dennis Carvalho se orgulha de elenco jovem
Protagonistas na faixa dos 20 'têm caráter' além de talento, disse diretor.

Lançamento da nova novela das sete aconteceu nesta quarta (17) em SP.


"Sangue bom", próxima novela das sete da TV Globo, que estreia dia 29 de abril no lugar de "Guerra dos sexos", tem como objetivo alcançar telespectadores mais jovens, que não se encaixam com a proposta de "Malhação" e também não encaram a trama adulta de "Salve Jorge". Escrita por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, "Sangue bom" conta com seis protagonistas: Isabelle Drummond – a mais nova, com 19 anos –, Marco Pigossi, Sophie Charlotte, Jayme Matarazzo, Fernanda Vasconcellos – a mais madura, com 28 –, e Humberto Carrão.

Esse elenco na faixa dos 20 e poucos anos é motivo de orgulho do diretor de núcleo Dennis Carvalho. "Apesar da idade, todos são muito experientes e estão se saindo bem. Não foi fácil escolhê-los. Há poucos atores nessa faixa que são bons, mas além do talento, eles têm caráter", disse em conversa com jornalistas da qual o G1 participou, durante a festa de lançamento, que aconteceu na noite desta quarta-feira (17) em São Paulo.

Quadrilha
Como o conhecido poema de Carlos Drummond de Andrade, "Sangue bom" segue a linha de "João amava Teresa que amava Raimundo..." e questiona a diferença entre ser e ter. Sophie Charlotte interpreta Amora, que é famosa por ser rica e ter estilo. Noiva de Maurício (Jayme), ela foi adotada pela atriz decadente Bárbara Ellen (Giulia Gam), que a insere em um mundo de futilidades. "Ela pode ter o closet lotado de grifes, mas isso não preenche o vazio que ela sente. Está cercada de holofotes, em um mundo glamouroso, onde sua própria imagem virou seu negócio. E tem uma relação complexa com o assédio da mídia. Assim, ela vai questionar seus valores". Sophie se diz abençoada de viver uma personagem tão forte e humana. "Todo mundo tem um pouco de Amora. Não sei onde ela acaba e eu começo", conta.

Marco Pigossi é o mocinho da história, Bento, e diz que se sente aliviado em dividir o cargo de protagonista. "Não estou sozinho nessa. Nós seis estamos conquistando espaço". Bento é apaixonado por Amora, que conhece desde a infância no lar de adoção. "Ele é um realizador, um cara com senso de coletivo muito forte e está sempre pensando em ajudar as pessoas", afirma. Para o papel de dono de uma cooperativa de flores, Pigossi fez laboratório em Holambra, interior de São Paulo. "O contato com as plantas traz simplicidade para o Bento".

Giane, personagem de Isabelle Drummond, é o oposto de Amora ao não se preocupar com a vaidade feminina, mas disputará com a rival o amor de Bento. "Gosto do jeito dela, de ser amiga dos meninos e ser corintiana fanática". Isabelle diz que seu conhecimento sobre futebol é "zero", mas que gosta do Flamengo. "Amei a personagem desde o início. Essa novela é muito mais leve que 'Cheias de charme', onde eu tinha que fazer várias coisas. A Giane eu busquei em mim mesma e o texto da Maria Adelaide me ajudou muito a pegar a essência", conta.

Já Fernanda Vasconcellos vive Malu, filha de Bárbara Ellen e Plínio (Herson Capri), que se dedica a uma ONG de crianças carentes. "É uma personagem que tem me inspirado muito como ser humano. Nas folgas das gravações em SP, faço trabalho voluntário no Capão Redondo. Conhecer pessoas corajosas e altruístas me tocou muito. São pessoas raras hoje em dia", afirma.

Malu é melhor amiga do riquinho Maurício, interpretado por Jayme Matarazzo, noivo de Amora e filho do publicitário Natan (Bruno Garcia) com Verônica (Letícia Sabatella). Depois de viver um grafiteiro em "Cheias de charme", Jayme diz que se sente privilegiado e mais preparado para a novela. "É um desafio porque são dois caras com personalidades diferentes. O Rodinei justamente criticava essa alta sociedade". Jayme também diz que o universo de Maurício não se distancia de sua realidade. "Fui criado em SP, meus amigos são do meio do entretenimento e também frequento eventos sociais".

Também do elenco de "Cheias de charme", Humberto Carrão largou o visual comportado de Elano para viver o revoltado Fabinho. "O Elano representava o bem, a luta pela igualdade, já o Fabinho não soube lidar com o trauma de ser abandonado na infância e é levado pela inveja, pelo ressentimento", diz o ator.

Amores interrompidos
Relacionamentos amorosos que, ao serem destruídos por forças externas, modificam a trajetória dos personagens também são destaque da trama de "Sangue bom". Enquanto Tina (Ingrid Guimarães) será abandonada no altar, Damaris (Marisa Orth) entrará em luto após o divórcio de Wilson (Marco Ricca) e fará de tudo para reconquistá-lo. Ao flagrar seu namorado com outra mulher, Irene (Deborah Evelyn) abandona tudo, muda de identidade e começa a trabalhar como artista de rua.

Já o casal Terácio (Felipe Camargo) e Rosemere (Malu Mader) se reencontra 20 anos após romper inesperadamente. Camargo diz que voltar a atuar com Malu, com quem formou par romântico na minissérie "Anos dourados", de 1986, é nostálgico. "Acho que o público vai gostar desse nosso retorno e relembrar como já fomos jovens um dia".

Mesmo com a paixão antiga por Rosemere, Terácio é casado com Brenda, vivida por Letícia Isnard, que ficou conhecida pelo papel de Ivana, na novela "Avenida Brasil". "Minha personagem agora é o Max [interpretado pro Marcelo Novaes], uma trambiqueira, falsa e mentirosa", afirma a atriz.

Por Letícia Mendes - G1, em São Paulo
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Cultura
25/09/2018 | Encontro com o passado
21/09/2018 | ''Sou muito feminino, isso é uma grande qualidade'', diz Chay Suede a Pedro Bial
20/09/2018 | Avril Lavigne lança Head Above Water, música sobre a doença a qual sofre
As mais lidas de Cultura
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2021 - Desde 2003 à 6771 dias no ar.