NOTÍCIA ANTERIOR
Em SP, duas mulheres morrem atropeladas ao empurrar carro quebrado na Via Dutra
PRÓXIMA NOTÍCIA
Dona Marisa passa por primeiro exame para atestar morte cerebral, diz hospital
DATA DA PUBLICAÇÃO 03/02/2017 | Geral
Mulher é vítima de sequestro ao pegar Uber na Vila Olímpia
A Polícia Civil de São Paulo investiga o sequestro relâmpago de uma mulher de 31 anos feito com um carro de luxo do aplicativo Uber. O caso ocorreu na Vila Olímpia, zona sul da capital, por volta das 17h30 de quarta-feira, 1º. Em pouco mais de três horas de sequestro, a vítima foi agredida e ameaçada de morte por três homens armados com pistolas. De R$ 3,4 mil que ela teve roubados, após passar por agências bancárias e shoppings, R$ 2,6 mil foram gastos para comprar dois tênis de marca a pedido dos ladrões.

"Sofri durante quatro horas por confiar em uma plataforma da qual sou consumidora há dois anos. Eu me mantive calma o tempo todo no carro, mas, quando acabou, desabei, chorei muito. Estou traumatizada. Tenho medo de que venham atrás de mim", disse ao Estado a mulher, que pede anonimato.

A jovem solicitou uma viagem na categoria Uber X - não compartilhada - na Vila Olímpia para fugir da chuva. O veículo, diz ela, era um Hyundai Elantra na cor chumbo. O motorista se identificava no aplicativo como Gabriel. Em seguida, um homem armado, antes agachado no banco do passageiro, se levantou. Outro, também com uma pistola, saiu do porta-malas, após reclinar o banco.

À polícia, a mulher disse não saber se o motorista está envolvido no sequestro. Segundo ela, ele "tremia muito". Poucas ruas depois, o veículo parou e pegou um terceiro homem, que sentou no banco traseiro. A vítima ficou com um criminoso de cada lado e outro, que parecia ser adolescente, no banco do passageiro. Ela afirma ter levado tapas e empurrões no rosto.

O grupo roubou um celular e R$ 120 que estavam na carteira da vítima. Os criminosos ainda a fizeram descer de mãos dadas com um deles e, em um shopping, sacaram R$ 700, o limite da conta.

Seguiram para outro shopping. "O menino chegou falando: ?Quero três tênis, cada um de R$ 1 mil. Fiz de tudo para que a loja notasse que havia algo errado, mas ninguém fez nada para ajudar."

Polícia

A mulher conta que aproveitou um momento de distração dos homens e entrou no banheiro. No local, teve ajuda, acionou a segurança do shopping e a polícia. Os três homens fugiram e o motorista foi embora.

Segundo os policiais, o carro não era dele, mas alugado. Questionada, a Secretaria da Segurança Pública não soube dizer se o motorista foi conduzido à delegacia.

O caso foi registrado no 78.º DP (Jardins) e será investigado pelo 15º DP (Itaim Bibi). Em nota, o Uber disse que se solidariza com a vítima e suspendeu o condutor. Destacou que colabora com as investigações e tem "camadas de tecnologia" para dar segurança a usuários e motoristas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Por Estadão Conteúdo - Diário Online
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Geral
25/09/2018 | Golpe do ''motoboy'' é o crime da moda
25/09/2018 | Há quatro meses faltam medicamentos no SUS
25/09/2018 | Redução de pressão de água é eficaz, mas exige medidas, diz professor
As mais lidas de Geral
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6239 dias no ar.