NOTÍCIA ANTERIOR
Suzantur fere contrato em Mauá
PRÓXIMA NOTÍCIA
CPTR de Mauá funciona parcialmente nesta 6ª feira
DATA DA PUBLICAÇÃO 15/02/2017 | Cidade
Moradores reclamam de mato alto em calçadas de Mauá
Moradores reclamam de mato alto em calçadas de Mauá  Mato alto cobre calçadas em Mauá e em alguns casos não há espaço para passagem de pedestres. Foto: Rodrigo Pinto
Mato alto cobre calçadas em Mauá e em alguns casos não há espaço para passagem de pedestres. Foto: Rodrigo Pinto
Prefeitura já esteve no local e cortou uma parte; a outra deve ser cortada a partir desta quinta (15/02)

Mato quase na altura de uma pessoa com 1.60 metro. É assim que estão algumas calçadas da Vila Assis, em Mauá. Em alguns lugares, o mato alto e o entulho são tantos que não há espaço para pedestres passarem. Nesta situação estão as ruas Luis Ântico, na altura do número 471 e a Carlos Mario Rimaza com a avenida Assis Brasil. Esta última é na calçada da UBS Vila Assis, que fica de esquina.

“O mato não é cortado desde outubro. No sábado (11/02) cortaram o mato em frente à UBS, mas esqueceram esse lado aqui. E até agora não voltaram”, afirmou um morador da via, que preferiu não se identificar. A aposentada Neide Duarte, 65 anos, é vizinha da UBS e relata problemas com insetos e roedores por conta da falta de capinação. “Está horrível, não dá para andar na calçada e esses dias um senhor quase foi atropelado por andar na rua”, revelou.

Também na rua Carlos Mario Rimaza na altura com a rua João Greco, do outro lado da calçada da UBS, há mato alto em frente de outra moradia. De acordo com Neide, neste caso, o próprio morador está fazendo a capinação. “Agora aqui na calçada da UBS não dá né? Já pagamos muitos impostos para ter que fazer essa limpeza por nós mesmos”, questionou.

Já na rua Luis Ântico, também próxima a UBS Vila Assis, além do mato alto, há entulhos acumulados na altura no número 471 e buracos que acumulam água parada. “Vieram aqui, arrancaram uma árvore e com ela um pedaço da sarjeta. Ficou esse buraco que está sempre cheio de água”, destacou o aposentado Antônio Brandão, 71 anos, que se preocupa com a proliferação de mosquitos Aedes aegypti, proliferação da dengue, zika e chikungunya.

O morador destacou ainda que a via é usada como rota por alunos de duas escolas. “No período de entrada e saída, as crianças andam pelo meio da rua e aqui passa ônibus, então é perigoso”, argumentou Brandão. “Já veio até vereador aqui, tirou foto, fez solicitação, mas até agora nada. O bairro está todo cheio de mato nas calçadas”, reclamou um morador que preferiu não se identificar.

Em nota, a Prefeitura esclareceu que a partir desta quarta-feira (15/02) será desenvolvida uma força tarefa para capinação e limpeza das UBSs, escolas e entorno. A previsão é que os serviços sejam concluídos até o final do mês em todas as unidades. “Lembrando que a capinação é feita periodicamente na cidade, porém, de dezembro a abril, por conta do período chuvoso, o mato cresce mais rápido”, destacou em trecho do documento.

Por Claudia Mayara - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
As mais lidas no Geral
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6239 dias no ar.