NOTÍCIA ANTERIOR
Poupatempo de Mauá inicia operação no dia 29 de abril
PRÓXIMA NOTÍCIA
Saúde realiza a primeira formatura de Residentes Médicos de Mauá
DATA DA PUBLICAÇÃO 18/02/2016 | Cidade
Mauá promete coletar e tratar 100% do esgoto em um ano
Mauá promete coletar e tratar 100% do esgoto em um ano Foto:André Henriques/DGABC
Foto:André Henriques/DGABC
A Prefeitura de Mauá promete coletar e tratar 100% do esgoto gerado na cidade até fevereiro de 2017. A informação foi divulgada ontem pelo prefeito Donisete Braga (PT) durante visita à ETE (Estação de Tratamento de Esgoto), inaugurada em dezembro do ano passado. Atualmente, o município coleta 92% dos dejetos dos 452 mil mauaenses, e trata 50% deste volume.

Conforme a Odebretch Ambiental, concessionária responsável pelo serviço de esgotamento sanitário da cidade, apenas 5% do efluente era tratado até maio de 2015. O investimento total para a construção da ETE foi de R$ 178 milhões.

Segundo Donisete, o objetivo do tratamento de esgoto é fazer com que o rio Tamanduateí volte às suas origens. “O Tamanduateí já foi limpo. Queremos, daqui a um ano, ter 100% do esgoto tratado em Mauá”, destaca. O prefeito reconhece que a dívida de aproximadamente R$ 1,5 bilhão com a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico de São Paulo) é um obstáculo, mas que será resolvido. “Estamos brigando na Justiça e pretendemos zerá-la”, garante.

Durante a apresentação sobre o processo de coleta e tratamento do esgoto, técnicos da Odebretch Ambiental explicaram à população que não se deve descartar óleo ou gordura na pia, pois a ação prejudica as atividades das bactérias que se alimentam dos resíduos poluentes. Os munícipes devem procurar uma das escolas da rede municipal para descartar o óleo, que pode ainda ser trocado por produtos de higiene.

A estudante Kaliny Conceição da Silva, 17 anos, acompanhou toda a visita. “O cheiro do rio é muito forte. É bom saber que daqui a algum tempo não sentiremos mais”, considera. Para a jovem, a população precisa entender que não basta tecer críticas e seguir jogando lixo nas represas, é preciso colaborar.

Na região, apenas São Caetano coleta e trata 100% do esgoto produzido. Rio Grande da Serra lidera o ranking negativo. A cidade só coleta esgoto de 60% de sua população, apesar de estar totalmente localizada em área de manancial. Logo depois estão Ribeirão Pires (79% de coleta), São Bernardo (89%), Mauá e Diadema (ambas 90%) e Santo André (98%).

Levantamento do Diário feito em setembro de 2015 mostra que 8,7% da população do Grande ABC não tem o esgoto coletado, são 235.238 habitantes. Boa parte dessas pessoas está localizada em áreas de mananciais e núcleos habitacionais não urbanizados.

Por Natália Scarabotto e Vanessa de Oliveira - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
25/09/2018 | CPTR oferece 20 vagas de emprego (25/09)
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6194 dias no ar.