NOTÍCIA ANTERIOR
Donisete inicia jornada por baldeação gratuita
PRÓXIMA NOTÍCIA
Qualifica Mauá inicia cursos em parceria com Sest/Senat
DATA DA PUBLICAÇÃO 26/06/2013 | Cidade
Manifestantes cobram posição de vereadores sobre transporte de Mauá
Manifestantes cobram posição de vereadores sobre transporte de Mauá Vereadores de Mauá recebem pauta de reivindicações de movimento que cobra melhorias no transporte. Foto: Rodrigo Pinto
Vereadores de Mauá recebem pauta de reivindicações de movimento que cobra melhorias no transporte. Foto: Rodrigo Pinto
Pauta com dez itens de melhoria no transporte de ônibus é entregue na Câmara e à Prefeitura

O movimento popular que coordena os atos de protesto contra o transporte de Mauá entregou aos vereadores uma pauta com dez itens de reivindicações para a qualificação dos serviços, hoje operados pelas Viações Cidade de Mauá e Leblon. O grupo pede revogação do decreto, aprovado na Câmara no final de dezembro último, que fixou a tarifa em R$ 2,90, cobra informações sobre a planilha de custo do sistema que serve de cálculo para as passagens, integração ônibus e trem, participação popular no Conselho de Mobilidade Urbana, entre outros. O documento foi protocolado no Legislativo, na sessão desta terça-feira (25/6).

O presidente da Casa, vereador Paulo Suares (PT), disse que a pauta será examinada, mas não prometeu resposta imediata dos parlamentares sobre possíveis legislações que pudessem atender às reivindicações. “Estamos tomando conhecimento dessa pauta para fazermos a discussão. Não temos como dar encaminhamento de imediato porque não termos conhecimento do que eles estão pleiteando. Toda conjuntura política no Brasil está sendo alterada. Temos que analisar esse clamor da população, essa chamada que nos faz parar para refletirmos. Em Mauá, em momento algum estamos recusando o diálogo. Temos que analisar dentro das leis o que podemos encaminhar”, disse Suares.

Essa mesma pauta foi entregue ao prefeito Donisete Braga (PT), que já fez uma contraproposta aos manifestantes. O petista prometeu “reduzir a tarifa para R$2,90 ou menos, quando houver a desoneração fiscal promovida pelas outras instâncias da federação; realizar a integração ônibus e trem até dezembro de 2013; promover 15 Conferências de Mobilidade Urbana no município em 2013; eleger nas Conferências de Mobilidade Urbana membros da sociedade civil para integrarem o Conselho de Mobilidade Urbana; garantir a participação da sociedade civil na gestão do Fundo Municipal de Transporte; entre obras de melhorias no fluxo das vias.

A manifestação é coordenada e articulada por meio do grupo virtual “Política Sim, Patifaria Não”, criado na rede social facebook no decorrer das eleições municipais de 2012, e que se afirma “apartidário”. Na última sexta-feira (21/06), esse manifesta reunir milhares de pessoas nas ruas de Mauá para protestarem contra deficiências do transporte público – parte dos manifestantes depredaram prédios públicos, saquearam o comércio, e geraram prejuízos ao erário estimados pela Prefeitura em R$ 50 mil

Integração – Para tentar adiantar parte das propostas apresentadas à população, o governo Donisete Braga conseguiu aprovação nesta terça-feira, em primeiro turno, do projeto de lei que visa convênio com a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). A ideia é viabilizar a integração dos ônibus com a linha 10 Turquesa, uma parceria que já conta com o aval do presidente da CPTM, Mário Bandeira. Os vereadores devem ratificar a integração em sessão extraordinária marcada para esta quinta-feira (27/06). Se a aprovado em definitivo a efetivação da integração dependerá da chancela das concessionárias Cidade de Mauá e Leblon.

Na mesma sessão desta terça-feira, os parlamentares aprovaram o programa de refinanciamento da dívida ativa da cidade, calculada em mais de R$ 1 bilhão. Com a autorização da Câmara, os devedores (pessoas física e jurídica) poderão quitar débitos com impostos por meio de parcelamentos em até 48 meses, com descontos especiais em juros e taxas. Os vereadores também aprovaram em definitivo a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), que prevê receitas de R$ 875,5 milhões para 2014. E também autorizaram o Executivo a conceder gratificação para aumentar o salário de aproximadamente 170 médicos estatutários.

Por Rodrigo Bruder - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
25/09/2018 | CPTR oferece 20 vagas de emprego (25/09)
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6199 dias no ar.