NOTÍCIA ANTERIOR
Governistas cobram explicações do PSB em Mauá
PRÓXIMA NOTÍCIA
Qualidade do ar melhora na região, mas chuva só no sábado
DATA DA PUBLICAÇÃO 11/09/2007 | Cidade
Mais dois mil realizam o Desafio de Redação
Cerca de dois mil estudantes realizaram o Desafio de Redação segunda-feira em seis escolas de Santo André e em Mauá. Em duas semanas do projeto promovido pelo Diário do Grande ABC e o Imes, quase 30 mil alunos já escreveram o texto com o tema 'Minha cidade no amanhã'.

Assuntos como meio ambiente, desigualdade social, criminalidade, educação foram os mais abordados pelos jovens nas redações. Todos os diretores das escolas visitadas nesta terça aprovaram o a iniciativa.

A coordenadora pedagógica do UniA Colégio em Santo André, Denise Cristina Gigliotti, 38 anos, disse que o desafio é inovador e vai ajudar os alunos. "Como são diversos assuntos, várias disciplinas são envolvidas e não somente o português", explicou.

Para o diretor da Escola Estadual Carlina Caçapava de Mello em Santo André, Edson Nunes, 42, a educação no Brasil precisa de incentivos como este. "Existem alunos que não se pronunciam por causa da timidez e este desafio ajuda a eles se soltarem", comentou.

A colega da Escola Estadual Oito de Abril de Santo André, Maria das Graças da Silva, compartilhou da mesma opinião de Nunes. "O desafio ajuda na criatividade e a ler mais", ressaltou.

Já a diretora da Escola Estadual Jardim Zaíra VII, em Mauá, Beni Ana Martins de Marchi, o 'Desafio de Redação' vai servir como prognóstico ao colégio. "Vamos avaliar como nossos alunos estão indo e tentar corrigir os erros", afirmou.

Nesta terça-feira, 17 escolas de Santo André e Mauá farão mais provas sobre o tema. Serão cerca de 9,5 mil alunos que vão explicar sobre suas idéias nas redações.

Santo André
Colégio Fundação Santo André - 200 Alunos
Av. Príncipe de Gales, 821 - Príncipe de Gales - 4979-3300 - Ana Paula
Educandário Santo Antonio - 195
Rua Itapura, 191 - Vila Alpina - 4990-3000 - Carlos Tadeu
E.E. Prof. Pércio Puccini - 80 Alunos
Av. Eduardo Prado, 300 - 4479-3216 - Claudio
E.E. Prof. Ivonne Todorov Ruggieri - 530 Alunos
Rua Mucio Leão, 91 - Jd. Ana Maria - Elizangela
E.E. 16 de Julho - 1400 alunos
Rua Gal. Olímpio Mourão Filho, s/nº. - Centreville - 4978-2677 - Diva
Centro Educacional Malba Tahan - 90 Alunos
Rua Ferdinando Borla, 204 - Jd. Teles de Menezes - 4973-5698 - Rose
E.E. Prof. Nadir Lessa Tognini - 900 Alunos
Rua Ibiacema, 143 - Vila Floresta - 4426-5694 - Silvana
Colégio Caminhar - 45 Alunos
Av. Dr. Antonio Álvaro, 350 - Vila Assunção - 4994-8157 - Kátia
Colégio Moriah - 232 alunos
R. Dr. Alberto Benedete, 121 - B. Santa Teresa - 4451-4913 - Helena
E.E. Prof. Gabriel Gonçalves - 260 Alunos
Rua Ciro Monteiro, S/Nº. - Cj. Res. Planeta - 4997-9608 - Creusa
Centro de Educação integrada Cidade dos Meninos - 840 Alunos
Rua Batavia, 772-A - Pq. Novo Oratório - 4479-4873 - Flávio / Nirley
E.E. Prof. Francisca Helena Fúria - 1425 Alunos
Av. Mico Leão-Dourado, 2361 - C.R. Borda do Campo - Leonor
Colégio D. Bosco - Unid I - 140 Alunos
Rua Ingá, 169 - Jd. Do Estádio - 4971-6250 - Kelei
E.E. Prof. José Carlos Antunes - 50 Alunos (Seleção)
Av. Dom Pedro I, 3420 - Vila Pires - 4971-1433

Mauá
E.E. Visconde de Mauá - 2900 Alunos
Rua Santos Dumont, 26 - 4519-8716 - Tânia
IEBAM - Inst. De Educação Batista de Mauá - 140 Alunos (4 salas)
Av. Barão de Mauá, 698 - 4543-1696 - Lucine
E.E. Prof. Antonio Messias Szymaski - 80 Alunos (Seleção)
Av. José Ricardo Nalle, 900 - 4513-1581 - Vicente

Aluno com deficiência pede alegria

“Gostaria de uma cidade alegre onde as pessoas sejam amigas uma das outras, se ajudando, sem pedir nada em troca”. Esse é um trecho do texto do aluno Clébio de Sales Amorin, 20 anos, deficiente auditivo, no Desafio de Redação, promovido pelo Diário do Grande ABC e a Universidade Imes.

Clébio faz parte dos 30 estudantes com problemas de audição da Escola Estadual Professor Carlina Caçapava de Mello, do bairro Santa Teresinha de Santo André, que realizaram o desafio segunda-feira.

Para professora de deficiente auditivo da escola, Ercília Salatina, o aluno é mais esforçado que o os outros. “Ele não fica parado, corre atrás dos seus objetivos”, afirmou. Atualmente na 8ª série, Clébio não teve uma vida fácil. Ele morava em Alagoas e mudou para Santo André em 2003, pois sua família passava fome no estado nordestino. “Todos na escola são meus amigos e sou mais feliz aqui”, garantiu o aluno, que completará 21 anos nesta quarta-feira.

Todos os alunos com deficiência auditiva estudam em período integral na escola. Em um turno, eles têm aula normal com o restante das turmas. No outro, fazem uma aula de reforço com professores especializados para tirar as dúvidas. “Eles ficam apreensivos quando há uma novidade, mas gostam de participar de tudo”, disse Ercília.

Em Mauá, alunos pedem menos poluição

Os alunos da Escola Estadual Jardim Zaíra VII, em Mauá, pediram que a poluição e a violência na cidade diminuam. A estudante Joyce Audália dos Santos, 11 anos, escreveu no seu texto que a saúde pode ser prejudicada com o ar que respira.

“Devemos ajudar o meio-ambiente. Acho que consegui expressar minha opinião”, disse a menina da 5ª série.

Já o colega de sala de Joyce, Vinícius Ribeiro Machado, 11, pediu pelo fim da violência em Mauá. “A cidade precisa ser como os municípios do interior, onde podemos andar nas ruas calmamente”, disse.

Por Thiago Silva - Especial para o Diário
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6335 dias no ar.