NOTÍCIA ANTERIOR
Temer orienta equipe a ir para ''o enfrentamento''
PRÓXIMA NOTÍCIA
Temer pede suspensão de inquérito e relata ''manipulação'' de áudios
DATA DA PUBLICAÇÃO 22/05/2017 | Política
Lula confirma que poderá se candidatar a presidente em 2018
Lula confirma que poderá se candidatar a presidente em 2018 Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil
Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil
Um dia após ter sido citado na delação de Joesley Batista, da JBS, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) esteve em São Bernardo, fez discurso em clima de campanha eleitoral e admitiu que pode concorrer à Presidência da República.

“Com essa provocação e perseguição que tenho sofrido, com acusações de dinheiro que não recebi, me dá vontade de disputar a eleição. A minha definição depende do partido, da construção de aliança política, da Justiça e da minha saúde. Mas eu quero que a TV Globo lance um candidato e queremos derrotar o candidato dela”, declarou, referindo-se aos processos que enfrenta na Justiça.

O petista convocou a militância para participar de protestos, marcados para hoje, contra o presidente Michel Temer (PMDB).

“Todos aqueles que querem Diretas Já precisam estar na (Avenida) Paulista. É muito importante e possivelmente eu nem possa ir. Já recebi uma intimação por campanha antecipada”, afirmou Lula, que participou da posse de Brás Marinho, reconduzido à presidência do diretório do PT de São Bernardo.

O ex-presidente ainda pontuou que o partido tem condições de recuperar a imagem do Brasil. “Hoje o PT pode ensinar, inclusive, a combater a corrupção. Ninguém na história deste País criou mais mecanismos para combater a corrupção do que o PT nos 12 anos em que esteve no governo”, prosseguiu.

Por outro lado, o petista evitou qualquer menção às denúncias feitas por Joesley, que acusou o próprio Lula e a ex-presidente Dilma Rousseff de terem duas contas de propina no Exterior, com saldo de US$ 150 milhões, em 2014.

O empresário revelou que o ex-ministro Guido Mantega (Fazenda, governos Lula e Dilma) operava as contas. O delator destacou que em 2009 destinou uma conta a Lula e no ano seguinte, outra para Dilma.

Atualmente, Lula é réu em cinco inquéritos na Operação Lava Jato e, no dia 10, o político prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba, no Paraná. A oitiva tratou sobre a possível de compra do triplex no Guarujá, litoral paulista, que pertenceria ao ex-presidente.

Por Humberto Domiciano - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Política
25/09/2018 | Bolsonaro inicia dieta branda e faz caminhada fora do quarto, diz boletim
21/09/2018 | Bolsonaro diz nunca ter cogitado volta da CPMF e fixa postagem no seu Twitter
20/09/2018 | Ibope: Em São Paulo, Bolsonaro se isola com 30% das intenções de voto
As mais lidas de Política
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6239 dias no ar.