NOTÍCIA ANTERIOR
ABC será palco para ''guerra estratégica'' entre PT e PSDB
PRÓXIMA NOTÍCIA
Lula e Dilma farão campanha no ABCD
DATA DA PUBLICAÇÃO 31/07/2010 | Política
Governo federal seleciona R$ 794,5 mi para PAC 2 no ABCD
Reunidos em Brasília, governo federal e representantes de cinco municípios do ABCD definiram os projetos pré-selecionados para o PAC 2 na Região: ao todo, as propostas escolhidas somam R$ 794,5 milhões. O valor representa 63% do R$ 1,2 bilhão em projetos que se enquadraram nas normas técnicas do programa. Ao todo, as cidades solicitaram R$ 1,8 bilhão em obras (confira quadro ao final da reportagem).

Apenas São Caetano e Rio Grande da Serra não apresentaram nenhum projeto para o PAC 2 e, por isso, não foram contempladas. Os dados foram fornecidos pela chefia da Casa Civil, em Brasília.

São Bernardo foi a cidade que obteve maior quantidade de verbas para projetos do programa. Dos R$ 799 milhões solicitados pela cidade, o governo federal pré-selecionou projetos que somam R$ 408,3 milhões.

Já Diadema, que solicitou projetos de R$ 241,2 milhões, teve R$ 156,3 milhões em propostas atendidas. Entre as obras estão previstas a urbanização do núcleo do Gazuza. O município ainda teve mais R$ 20 milhões em projetos de canalização dos córregos Canhema e Grota Funda, no Bairro Eldorado.

Santo André, que solicitou projetos de R$ 738,7 milhões, teve R$ 143,8 milhões atendidos: dois na área de habitação e dois de drenagem.

Para Habitação, foram contemplados investimentos da ordem de R$ 39,8 milhões, dos R$ 48,9 milhões solicitados. A verba será destinada à urbanização e produção habitacional para os núcleos Pedro Américo (beneficiando 568 famílias) e Nova Centreville (416 famílias).

Os dois projetos de drenagem urbana selecionados referem-se à construção do Parque da Juventude (também conhecido como córrego Guarará) – investimento de R$ 69,8 milhões – e a recomposição estrutural e hidráulica do córrego Guaixaya, no Bairro Parque Novo Oratório, estimado em R$ 34,1 milhões.

Em Mauá, são R$ 76,2 milhões, para três projetos foram selecionados: a urbanização do Jardim Cerqueira Leite, e obras em encostas de rios e para a ampliação do abastecimento de água. Ribeirão Pires teve R$ 10 milhões contemplados.

PAC 1 - Enquanto governo e os municípios da Região discutem o PAC 2, a primeira etapa do programa prevê investimentos de R$ 1,3 bilhão na Região. Ao todo, são 79 projetos para o ABCD. Os dados são do balanço de três anos do PAC.

Assim como no PAC 2, a cidade de São Bernardo é a que possui maior número de empreendimentos, totalizando 22 projetos. Os investimentos no município passam de R$ 663 milhões.

Para Santo André são 26 projetos do PAC 1, sendo que 17 já estão em obras. Diadema conta com 20 empreendimentos, Mauá tem sete projetos do programa, Ribeirão Pires três e São Caetano apenas um. Como no PAC 2 , Rio Grande da Serra, única cidade da Região administrada pelo PSDB, não possui nenhum projeto na primeira fase do programa. Em todo o País, estão sendo investidos R$ 503,9 bilhões desde 2007.

Além do PAC 1 e 2, o ABCD já recebeu quase R$ 250 milhões para o combate às enchentes do governo Lula, encaminhados pelo PAC Drenagem em 2009.

Por Júlio Gardesani - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Política
25/09/2018 | Bolsonaro inicia dieta branda e faz caminhada fora do quarto, diz boletim
21/09/2018 | Bolsonaro diz nunca ter cogitado volta da CPMF e fixa postagem no seu Twitter
20/09/2018 | Ibope: Em São Paulo, Bolsonaro se isola com 30% das intenções de voto
As mais lidas de Política
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6193 dias no ar.