NOTÍCIA ANTERIOR
Sobe número de alunos do Bolsa Família em ensino de tempo integral
PRÓXIMA NOTÍCIA
Governo fecha 200 turmas em escolas estaduais do ABCD
DATA DA PUBLICAÇÃO 19/02/2016 | Educação
Governo faz campanha nas escolas contra o Aedes hoje
MEC tem como alvo instituições em 115 cidades ‘prioritárias’.

Meta é alertar 60 milhões de estudantes, professores e servidores.


O governo federal faz campanha nesta sexta-feira (19) em escolas contra o Aedes aegypti. O Dia Nacional de Mobilização da Educação contra o Zika tem como meta alertar professores, alunos e funcionários das escolas para a necessidade de combater o Aedes.

O mosquito, encontrado em todos os estados do Brasil, é o responsável pela transmissão dos vírus da dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Por isso, sua proliferação é uma ameaça importante à saúde pública.

O dia de mobilização promovido pelo Ministério da Educação (MEC) é dirigido principalmente para 115 cidades que foram consideradas prioritárias em um levantamento do Ministério da Saúde. O MEC espera atingir, ao menos, 188.673 escolas de educação básica, 63 universidades federais e 40 institutos federais e Centros Federais de Educação Tecnológica.

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, estima que o sistema de ensino brasileiro reúna um grupo com 60 milhões de estudantes, professores e servidores que podem ser convocados para campanha permanente contra mosquito.

Desde o início desta semana, militares das Forças Armadas e agentes de saúde vêm fazendo um mutirão para eliminar focos do mosquito em 270 municípios do país. Nesta sexta há previsão da presença da presidente Dilma e de ministros em visitas de conscientização.

Segundo a Casa Civil, serão visitadas cerca de 190 mil escolas pelo país para conscientizar os estudantes sobre como combater o mosquito transmissor do vírus da zika. No dia de mobilização, a presidente Dilma e pelo menos 27 dos 31 ministros do governo viajarão pelo país. Isso já havia ocorrido no último dia 13, quando 428 cidades foram visitadas pela presidente e seus ministros, além de cerca de 220 mil militares das Forças Armadas.

Nesta sexta, a presidente visita um colégio em Juazeiro, na Bahia, enquanto o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, estará em uma escola estadual em Fortaleza.

Dengue, zika e chikungunya
Só este ano, até o dia 23 de janeiro, foram notificados 73.872 casos de dengue no país. No mesmo período no ano passado, foram 49.857 casos, aumento de 48%. A situação é ainda mais preocupante quando se leva em conta que 2015 já foi recordista em casos de dengue: 1,6 milhão de casos no ano todo, maior número desde que começaram os registros, em 1990.

O vírus da zika, que passou a ter transmissão local no Brasil em abril de 2015, já existe em 22 unidades da federação. A preocupação maior, no caso desse vírus, é a associação provável com o aumento de casos de microcefalia no país. Segundo boletim divulgado nesta sexta, já existem 5.079 notificações de suspeita de microcefalia no país.

Por G1, em São Paulo
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Educação
21/09/2018 | Ensino superior cresce no País, mas graças à modalidade a distância
19/09/2018 | Em crise financeira, UFABC tenta definir objetivos para 2019
18/09/2018 | Cidade francesa muda pátio de pré-escola para favorecer a igualdade de gênero
As mais lidas de Educação
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6190 dias no ar.