NOTÍCIA ANTERIOR
Mauá oferece bolsas de estudo aos servidores
PRÓXIMA NOTÍCIA
Mauá entrega UBS Parque das Américas reformada
DATA DA PUBLICAÇÃO 11/12/2015 | Cidade
GCMs de Mauá recebem certificação de agentes de trânsito
GCMs de Mauá recebem certificação de agentes de trânsito Crédito: Rodrigo Zerneri/PMM
Crédito: Rodrigo Zerneri/PMM
Quarenta e dois Guardas Civis Municipais (GCM) de Mauá receberam na última quarta-feira (2), o certificado de conclusão de curso que os credencia para fiscalização de trânsito. Assim, já podem auxiliar no trabalho dos agentes de trânsito, com autonomia para fiscalizar e multar.

“Temos uma Guarda Civil Municipal muito estruturada que, a partir de hoje, assume mais uma responsabilidade junto à população de Mauá. E, com ela, vem o dever já cumprido de seriedade e gentileza no trabalho prestado. Estes guardas estão inteiramente aptos para mais esse serviço”, discursou Tomaz.

Em sua fala, Azor enalteceu a importância da parceria entre as pastas. “Quem ganha com essa junção é a cidade, que passa a ter mais fiscalização e, com isso, mais segurança no trânsito para pedestres e motoristas”, reiterou.

A realização do curso foi possível por intermédio da parceria entre as secretarias de Segurança Pública e Mobilidade Urbana do município. Na solenidade da entrega dos certificados estavam presentes os secretários das pastas, Carlos Wilson Tomaz e Azor de Albuquerque, Carlos Conígero, comandante da Guarda Civil Municipal, e Cícero dos Santos Oliveira, subcomandante.

FORMAÇÃO DA GUARDA CIVIL DE MAUÁ
O ano de 2015 foi repleto de cursos de formação para todos os guardas municipais. Além dos 42 que se certificaram como agente de trânsito, todos os 220 integrantes da corporação puderam atualizar seus conhecimentos profissionais.

No decorrer do ano, no Telecentro instalado na Base da corporação, no Jardim Zaíra, os gcms puderam fazer diversos cursos da Matriz Curricular da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça. São cursos à distância sobre Tráfico de Pessoas, Gerenciamento de Conflitos, Policiamento Comunitário, Policiamento Escolar Comunitário, Mediação de Conflitos e Condução de Veículos de Emergência, entre muitos outros, que vão ao encontro da experiência dos guardas de Mauá. Os sete computadores ficam ligados 24 horas, sete dias por semana, com três monitores também guardas.

São realizados oito cursos em quatro ciclos por ano, com carga horária de 80 horas. Após a realização de cinco módulos de curso, eles já podem participar de espaços de discussão virtual com profissionais do país inteiro. O processo de reciclagem é obrigatório para o desenvolvimento da capacidade profissional plenamente, além disso, é condicionante para conferir aos gcms 30% de periculosidade e porte de arma.

Aliás, o curso de tiro também foi destaque no segundo semestre, com os guardas tendo aulas práticas e teóricas. “Tal curso é fundamental para sempre reforçar nos profissionais que o primordial é a preservação da vida. A arma de fogo é o recurso último”, lembrou o professor Paulo Rogério da Silva. Os testes foram realizados no estande de tiros do Centro de Treinamento Tático de uma empresa de munições em Ribeirão Pires, reconhecida por forças de segurança de todo o país. “Eles assimilaram bem, mas a cada um ou dois anos a legislação muda”, completou, justificando a importância da formação permanente.

A formação continuada permitiu até a criação do grupo de Rondas Táticas Motorizadas (Rotam). A equipe de motociclistas da GCM de Mauá foi para Indaiatuba, no Centro Educacional de Trânsito Honda, e aprimoraram a atividade que realizam rotineiramente. Agora, as técnicas aprendidas colaboram para as rondas realizadas dentro e fora de estrada, ou seja, no asfalto e nas áreas de manancial.

Outro curso bastante elogiado pelos integrantes da corporação foi o de Atendimento Pré-Hospitalar, desenvolvido pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o SAMU. Utilizando manequins e simulações, os guardas puderam aprender técnicas de procedimentos que, muitas vezes, enfrentam no dia a dia. É o caso de situações de paradas cardiorrespiratórias e partos, que vários já tiveram que proceder, assim como o inspetor Iziquiel Moraes, no Jardim Sonia Maria há muitos anos . “Quanto mais rápido o procedimento de compressão, 85% a mais de chance de viver”, explicou a enfermeira Márcia Wada, aos presentes.

“O que nós queremos é uma GCM moderna, com quadro de patrulhamento preventivo e ostensivo”, resumiu o secretário Tomaz.

Por PMM - Redação
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2022 - Desde 2003 à 7103 dias no ar.