NOTÍCIA ANTERIOR
Feira Cidadã encerra atividade no Parque das Américas
PRÓXIMA NOTÍCIA
Educa Mais Brasil disponibiliza bolsas de estudo em Mauá
DATA DA PUBLICAÇÃO 17/05/2016 | Cidade
Fornecedora da Volkswagen é acionada na Justiça
A empresa Keiper, que produz estruturas para bancos automotivos e possui fábrica em Mauá, atrasou o fornecimento de peças para a Volkswagen e, por esse motivo, foi acionada na Justiça. A suspensão na entrega dos materiais paralisou as atividades ontem e hoje nas unidades da montadora em São Bernardo e em Taubaté, no Interior.

Nos bastidores, comenta-se que o atraso foi determinado pela direção da Keiper, que tentava, sem sucesso, reajustar os custos dos contratos. A paralisação no fornecimento seria, portanto, uma maneira de pressionar a montadora a revisar os valores acordados. Os cerca de 450 funcionários da fábrica de Mauá, entretanto, trabalharam normalmente nos últimos dias, segundo o Diário apurou.

Durante a tarde, a Volkswagen disse que não iria se pronunciar sobre a situação. No início da noite, porém, a montadora enviou à imprensa liminar expedida pelo juiz Mauricio Tini Garcia, da 2ª Vara Cível de São Bernardo, que determinou que o fornecimento dos bancos seja retomado em até 24 horas a partir da intimação, sob pena de multa de R$ 500 mil por dia de descumprimento, até o limite de R$ 5 milhões.

No texto, o magistrado pondera que, com a suspensão na entrega das peças por parte da Keiper, “percebe-se que a extensão dos prejuízos não apenas alcançará os caixas da empresa montadora, mas afetará a manutenção do emprego de um sem número de empregados, cujo receio da dispensa já os assola em função da crítica situação que abala o País”.

A Keiper também foi procurada pelo Diário para comentar a respeito do atraso no fornecimento, mas nenhum porta-voz foi localizado até o fechamento desta edição. O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC afirmou que não foi a primeira vez que a irregularidade na entrega de peças provocou interrupção na linha de montagem da Volkswagen.

Em sua página na internet, a Keiper diz que tem na carteira de clientes empresas como Fiat, Ford e General Motors. Entretanto, não há informações sobre problemas no atendimento a essas outras companhias. Além da unidade de Mauá, a fornecedora possui parques fabris na Capital e em São José dos Pinhais, no Paraná.

AFASTAMENTOS - Na planta da Volkswagen em São Bernardo, 2.600 funcionários estão em lay-off (suspensão temporária do contrato de trabalho). A unidade tem aproximadamente 12 mil empregados, sendo que quase todos estão incluídos no PPE (Programa de Proteção ao Emprego), mecanismo lançado no ano passado pelo governo federal que permite às empresas afetadas pela crise a redução, por prazo determinado, da carga horária e dos salários pagos. A empresa sinaliza ter aproximadamente 1.000 colaboradores considerados excedentes.

Entre março de 2013 e o mesmo mês deste ano, a produção de veículos no País teve queda de 45,8%, conforme dados da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores).

Por Fábio Munhoz - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2021 - Desde 2003 à 6845 dias no ar.