NOTÍCIA ANTERIOR
Sem trens, manhã na região é marcada por caos
PRÓXIMA NOTÍCIA
Expulso do ''BBB 17'', Marcos tem pendências na Justiça de São Bernardo
DATA DA PUBLICAÇÃO 12/04/2017 | Setecidades
Ferroviários cogitam nova greve
Ferroviários cogitam nova greve Foto: Marina Brandão/DGABC
Foto: Marina Brandão/DGABC
O Sindicato dos Ferroviários de São Paulo promete realizar na próxima quinta-feira, dia 20, nova assembleia para deliberar possível greve no sistema de trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), agendada previamente para o fim deste mês. Sem avanços nas negociações com a companhia, ferroviários optaram por encerrar ontem a paralisação realizada no sistema, dando, assim, mais prazo para que a diretoria do órgão apresente outra proposta para quitar a segunda parcela do PPR (Programa de Participação nos Resultados). “Deveremos voltar à mesa de negociação em 20 de abril. Queremos que nossos direitos sejam respeitados”, declarou ontem o presidente do sindicato, Eluiz Alves de Matos.

A expectativa é a de que, na ocasião, a companhia antecipe a data de pagamento do PPR, previsto atualmente para ser quitado no dia 16 de junho, com valor corrigido pelo índice IPC-Fipe acumulado nos meses de abril e maio deste ano.

Ontem, cerca de 189,5 mil usuários que utilizam diariamente o sistema no Grande ABC foram prejudicados com a greve da categoria. A paralisação, que durou cerca de 17 horas, afetou parcialmente o sistema de trens da Linha 7 – Rubi (Luz – Francisco Morato) e parou por completo a operação da Linha 10 – Turquesa (Brás– Rio Grande da Serra), justamente a que opera na região.

Pela manhã, usuários que tentaram acessar o serviço foram surpreendidos com as estações fechadas. “Cheguei às 5h50 e nem estava sabendo de nada. O jeito vai ser esperar o chefe falar se posso voltar para casa ou não”, relatou a controladora de acesso Eliete Batista de Oliveira, 44 anos.

Mayara Dias Santos, 20, que precisava ir até Franco da Rocha fazer carteirinha para visitar o marido no presídio do município, foi outra que ficou surpresa com a paralisação. “Preciso fazer esse documento hoje, caso contrário só posso visitá-lo na próxima semana. Não sei nem o que vou fazer”, afirmou.

Alternativa para quem desejava seguir em direção a São Caetano ou até a região do Sacomã (Capital), atendida pela Linha 2 – Verde do Metrô, ônibus intermunicipais que atendem o Grande ABC apresentaram superlotação ontem durante todo o dia. “Tentei pegar ônibus até São Paulo, mas está sem condição. Ninguém para”, desabafou o vendedor Roberto César Munhoz, 27

Usuários também encontraram dificuldades para utilizar o serviço de transporte individual de passageiro, como é o caso do Uber. Além da alta demanda de chamadas, o aplicativo está com tabela de preço diferenciada. “Até pensei em pegar Uber, mas o preço está R$ 10 mais caro do que o valor que pago geralmente. Preferi esperar aqui na estação (Santo André)”, disse o estagiário de advocacia Leandro Brito Júnior, 24.

(Colaborou Daniel Tossato)

Por Daniel Macário - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6240 dias no ar.