NOTÍCIA ANTERIOR
Lei do Desmanche ajuda a reduzir roubo de carros
PRÓXIMA NOTÍCIA
São Bernardo confirma sétima morte pelo vírus H1N1
DATA DA PUBLICAÇÃO 24/05/2016 | Setecidades
Ferroviários aceitam reajuste e cancelam greve na CPTM
Ferroviários aceitam reajuste e cancelam greve na CPTM Ferroviários aceitam reajuste de 10,44% que serão pagos em duas vezes. Foto: Rodrigo Pinto
Ferroviários aceitam reajuste de 10,44% que serão pagos em duas vezes. Foto: Rodrigo Pinto
Metroviários devem aguardar as próximas reuniões com o Metrô; linhas de trens operam normalmente

Os trabalhadores da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) decidiram na noite desta segunda-feira (23/05) pelo cancelamento da greve que deveria acontecer nas primeiras horas desta terça-feira (24). No início da noite a CPTM retomou a proposta de reajuste salarial de 10,44%, que será paga em duas vezes. Já os funcionários do metrô devem aguardar as próximas reuniões com o governo estadual para decidirem se paralisam os trabalhos.

O vice-presidente do Sindicato dos Ferroviários, Maurício Alves de Matos, explicou que a CPTM tinha até o início da assembleia para mudar de ideia e acatar às reivindicações. “Com a volta da companhia na proposta anterior, a categoria decidiu aceitar esse reajuste. Conforme o TRT (Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo), durante audiência na manhã desta segunda, a CPTM retirou da mesa a proposta feita no encontro anterior, de 10,44%, em duas parcelas. A nova ofertafoi de 7,5% sobre salários e benefícios, retroativos a março de 2016, sem equiparação de benefícios aos valores pagos aos metroviários. Esse valor foi rejeitado pela categoria e o tribunal permitiu que a CPTM revisse a proposta até o momento da assembléia.

Já o presidente do Sindicato dos Metroviários, Altino de Melo Prazeres Júnior, informou que os metroviários exigem 10,82% de reajuste mais 6,59% de aumento real. Durante audiência também mediada pelo TRT, o Ministério Público do Trabalho apontou ao Metrô que o reajuste salarial acompanhe o IPC/Fipe (Índice de Preços ao Consumidor ), de 10,3%. A proposta do Metrô foi de 7,5% de reajuste. “Porém, conseguimos mais três reuniões para debatermos o reajuste e outros pontos da nossa pauta de reivindicações. Quando é assim, a categoria acaba aceitando esperar por todas as chances”, afirmou o presidente sindical.

Por Renan Fonseca - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6197 dias no ar.