NOTÍCIA ANTERIOR
Ônibus é incendiado em madrugada violenta no ABCD
PRÓXIMA NOTÍCIA
São Bernardo antecipa feriado da Consciência Negra
DATA DA PUBLICAÇÃO 07/11/2012 | Setecidades
Feriado de Finados registra oito assassinatos no ABCD
Em três dias, onda de violência fez sete vítimas fatais em S. Bernardo e uma em Sto. André

O feriado de Finados no ABCD foi marcado por mais uma investida da onda de crimes instalada na Grande São Paulo. Entre sexta-feira (02/11) e domingo (04/11), oito pessoas foram assassinadas e outras seis feridas. Em alguns casos a abordagem foi semelhante: suspeitos em motos dispararam contra as vítimas. Em todas as ocorrências, a Polícia Militar rebate qualquer hipótese de extermínio.

Em Mauá, um PM foi abordado por criminosos na manhã de sexta-feira. O policial passava a pé pela estrada do Sapopemba, quando os suspeitos desceram de um carro e dispararam. Conforme a polícia, o agente se jogou em uma ribanceira e saiu ileso.

Em Santo André, um homem de 39 anos e um adolescente de 16 também foram alvejados por dois bandidos na madrugada de sábado. O homem foi morto e o jovem foi socorrido. Os suspeitos estavam em uma moto.

Sete mortos - São Bernardo registrou o maior número de mortes. Ao todo, sete pessoas morreram em consequência de tiros. No Taboão, perseguição entre uma viatura da PM e um carro com três suspeitos acabou em morte. Eles tentaram fugir ao ser abordados. Durante troca de tiros, os suspeitos foram atingidos e não resistiram. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa.

No fim da noite de sexta-feira, na passagem Campina Grande, no Bairro Alves Dias, um homem foi baleado e levado para o PS Central, onde faleceu.

No sábado, dois homens e uma mulher foram baleados na rua Alvarenga Peixoto. Eles foram levados para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no Alvarenga, mas os dois acabaram morrendo. Outro jovem foi encontrado morto na Vila Campestre, no domingo.

No Bairro dos Casa, suspeitos passaram em moto na madrugada de domingo e atiraram em clientes de um bar na rua Jerônimo Moreatti. Cinco pessoas foram atingidas, mas não morreram.

O delegado da Seccional de São Bernardo, Rafael Rabinovici, considerou o último fim de semana excepcional. De acordo com o delegado, a hipótese de extermínio e ação de organização criminosa não está descartada das investigações. “Todas as ações criminosas estão sendo investigadas sem desconsiderar qualquer vertente investigativa. Porém, nenhum indício até o momento levou à autoria de grupos criminosos”, ressaltou o delegado.

Morte de policial será investigada

O caso do cabo Marcos Volnei Zacarias Pilatti, 40 anos, morto em São Bernardo na madrugada de sexta-feira, será investigado pelo Setor de Homicídios. O caso foi registrado no 3º Distrito Policial, mas até a manhã desta segunda-feira (05/11) as informações não haviam sido transferidas. O PM tinha 22 anos de corporação. O corpo foi enterrado na tarde de domingo na Praia Grande, onde morava com a esposa e uma filha de 20 anos. Pilatti foi o primeiro policial do ABCD morto pela onda de crimes registrada na Região Metropolitana desde o início do ano.

O PM trabalhava no 40º Batalhão, no Bairro Assunção. O tenente coronel Mauro César dos Santos Riciarelli, responsável pelo batalhão, informou que o policial não tinha ligação com crime organizado e descartou a hipótese de execução.

Por Renan Fonseca - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6235 dias no ar.