NOTÍCIA ANTERIOR
Música embala Olinda
PRÓXIMA NOTÍCIA
Flores à mostra em Holambra
DATA DA PUBLICAÇÃO 06/09/2007 | Turismo
Fantástico trem do chocolate
Queijos e chocolates sempre foram a marca registrada da Suíça. Agora, imagine aliar estas duas delícias a uma das mais belas rotas ferroviárias do país, a Montreux-Oberland-Bernois Railway (MOB). O resultado é o famigerado Trem do Chocolate, que no período de junho a outubro percorre o trecho entre Montreux e Broc para o deleite dos chocólatras de paladar seleto.

O passeio consiste em uma seqüência de irrecusáveis atentados à gula. Primeiro, o veículo atravessa as belíssimas vinícolas da região rumo à cidade de Gruyères, famosa pelo queijo de mesmo nome. Lá, os passageiros trocam o trem por um ônibus que os conduzirá à fábrica da iguaria.

Depois de experimentar a especialidade regada ao bom vinho da região, os turistas visitam um castelo medieval e voltam ao trem para seguir viagem, com vistas à sobremesa, até Broc, onde a fábrica Cailler-Nestlé se encarrega de completar a farra gastronômica com degustação de chocolates e venda dos produtos a preço de custo.

Impossível não encerrar as oito horas do passeio com a carteira mais magra e alguns quilinhos a mais na bagagem corpórea.

Bernina - Além do Trem do Chocolate, a Suíça encanta pela paisagem de seus roteiros ferroviários. Entre as opções estrelam os charmosos vagões vermelhos do Bernina Express, que percorre 102 pontes e viadutos, 52 túneis e galerias circundadas por blocos de neve.

A viagem começa em Chur, uma das mais antigas cidades da Suíça, com cerca de 5.000 anos. Lá, o Bernina Express desliza nos trilhos da estrada de ferro de maior altitude do país (2.253 m acima do nível do mar), atravessa os viadutos de pedra maciça do Vale de Albula, circunda a famosa curva de Montebello e segue para Tirano, na Itália.

O trajeto leva quatro horas para ser concluído. Conforme a locomotiva se aproxima das montanhas cobertas de neve, a temperatura despenca 15ºC.

Glacier - Chur também serve de parada a outra famosa linha de trem suíça, a Glacier Express, que realiza uma viagem inesquecível ligando duas famosas estações de férias: Zermatt e St. Moritz.

Com o Expresso mais lento do mundo (30 km/h), é possível apreciar a fascinante paisagem dos Alpes sem pressa, numa viagem que leva nada menos que sete horas e meia para completar o percurso de 291 km. Parece tempo demais, mas passa rapidinho frente aos cenários únicos, repletos de rebanhos bovinos, geleiras, rios e vales.

Por Heloísa Cestari - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Turismo
18/09/2018 | Brasileiros precisarão de autorização de viagem para entrar na Europa a partir de 2021
17/09/2018 | Halloween Horror Nights 2018, do Universal Orlando, já está aberto
31/08/2018 | Campos do Jordão para crianças
As mais lidas de Turismo
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2022 - Desde 2003 à 7101 dias no ar.