NOTÍCIA ANTERIOR
Saúde de Mauá presta contas do 1º quadrimestre de 2015 na rede pública
PRÓXIMA NOTÍCIA
Em Mauá Conferência define diretrizes para Segurança Alimentar
DATA DA PUBLICAÇÃO 02/06/2015 | Cidade
Estância Santa Luzia abriga 250 animais de 27 espécies
Estância Santa Luzia abriga 250 animais de 27 espécies Foto: Andréa Iseki/DGABC
Foto: Andréa Iseki/DGABC
Ir ao zoológico, grande parte das vezes, é apenas entretenimento, mas, no bairro Jardim Sampaio Vidal, em Mauá, é também oportunidade de aprender. Lá fica a Estância Santa Luzia, que diariamente abre suas portas a alunos de escolas públicas e particulares para não só colocá-los em contato com as 27 espécies de animais ( divididos em 250 exemplares, entre aves, macacos, jabutis, jacaré, entre outros), mas também fazer viagem do conhecimento nos museus que abordam os temas Cultura Brasileira, Comunicação, Transporte, Navegação e História do naturalista inglês Charles Darwin.

Cerca de 150 estudantes são recebidos a cada visitação, mas o espaço tem capacidade para atender até 500. O local também é aberto para visitas técnicas, como grupo de professores em treinamento.

O Bio Parque Macuco, como é chamado, define-se como mantenedor de fauna, empreendimento autorizado pelo Ibama e que é uma opção a mais de destino de animais silvestres que são apreendidos em ações de fiscalização por estar sofrendo maus-tratos e/ou não ser do interesse de outros zoológicos.

A ampla área de quase um milhão de metros quadrados abrigava também um hotel, que encerrou suas atividades em 2011. No ano seguinte, fundou-se o Bio Parque, com a missão de propagar a Educação ambiental.

“A gente trabalha de forma multidisciplinar. Aqui, as crianças veem uma interação do meio ambiente com as questões relacionadas à História e memória, uma vez que esse é o nosso principal objetivo: estabelecer e manter a memória dos pequenos”, fala o biólogo e diretor técnico do Bio Parque, Ronaldo Morais.

As visitas, que duram três horas e meia, podem ser agendadas pelos telefones 4577-1171 ou 99814-3395. Alunos de escolas particulares pagam R$ 20 cada e de instituições públicas, R$ 10. Os professores são isentos.

O Bio Parque conta com valorosos parceiros que ajudam na manutenção do trabalho. O Saged (Santo André Gestão Empresarial Desportiva Ltda) oferece apoio à parte administrativa. A alimentação diária dos animais fica a cargo do supermercado Coop da Avenida Queirós dos Santos, em Santo André, que doa, por semana, uma tonelada de frutas, verduras e legumes, além do açougue Big Pig, do Jardim Itapeva, em Mauá, que fornece 16 quilos de carne, também semanais. Já a Clínica Central Veterinária 24 horas, localizada na Avenida Barão de Mauá, dá suporte às questões de saúde dos bichinhos.

Na tarde de ontem, 125 alunos da EE Maria Elena Colonia, do Parque das Américas, em Mauá, visitaram e se encantaram com tudo o que viram e aprenderam. “É a primeira vez que tenho contato com tantos animais e estou adorando saber mais sobre eles”, falou a aluna Agatha Kate, 13 anos.

“Essa experiência é muito importante para os estudantes, pois saem da rotina da sala de aula e aprendem por meio de contato tão próximo a necessidade de preservar a natureza. É enriquecedor, pois só a teoria, não basta”, ressaltou a professora de Matemática Alice Andrade Araújo Cordeiro, 40.

Por Vanessa de Oliveira - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
25/09/2018 | CPTR oferece 20 vagas de emprego (25/09)
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6196 dias no ar.