NOTÍCIA ANTERIOR
Hospital ganha forma em agosto
PRÓXIMA NOTÍCIA
''Nova Avenida Lions'' deverá ser entregue em 20 meses
DATA DA PUBLICAÇÃO 13/04/2010 | Setecidades
Estado fará novo piscinão que pode beneficiar ABC
O combate às enchentes no Grande ABC ganhará mais um aliado contra um dos principais problemas da região. O Departamento de Água e Energia Elétrica (DAEE), autarquia ligada ao governo do Estado, anunciou a construção do piscinão Jaboticabal, que terá capacidade para acumular 900 mil de metros cúbicos de água das chuvas. O reservatório deverá auxiliar o escoamento de água de várias áreas de São Paulo e também dos bairros Jardim São Caetano, São José e Santo Antônio, em São Caetano.

O governo estadual ainda não informou a previsão e nem os custos da obra, mas já publicou o edital para a contratação da empresa responsável por tocar a construção do piscinão. “Este será o maior piscinão da Região Metropolitana de São Paulo”, destacou o superintendente do DAEE, Ubirajara Tannuri Felix. O reservatório ficará localizado na confluência do Córrego Jaboticabal, Ribeirão dos Meninos e Ribeirão dos Couros, e será o 20º deste porte somente na bacia do Alto Tamanduateí.

O espaço de 160 mil metros quadrados foi cedido pela prefeitura de São Paulo e, após o término das obras, deverá beneficiar mais de 500 mil moradores residentes na Vila Romano, Vila Cristália, Jardim Patente, Cohab São Caetano e Jardim Seckler, além dos bairros sancaetanenses citados acima.

Outra intervenção anunciada pelo governo estadual é a finalização da construção dos piscinões Ford Fábrica e Taboão, ambos na região do Taboão, em São Bernardo. Esses dois reservatórios terão capacidade de armazenar mais 262 mil metros cúbicos de água.

Pressão - Na quinta-feira (15), às 10h, em reunião com o superintendente do DAEE, os sete prefeitos da região vão pressionar o governo do Estado e a prefeitura de São Paulo para sacramentarem a assinatura do termo de nova divisão de custeamento da manutenção e monitoramento dos 19 piscinões localizados no Grande ABC. A parceria já foi apalavrada em encontro no ano passado, na sede do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, mas a efetivação da redivisão dos custos não foi passada para o papel.

Segundo Mário Reali, vice-presidente do Consórcio e prefeito de Diadema, a próxima reunião da entidade regional vai debater as dificuldades de localização de novas áreas para a instalação de reservatórios. Esses locais são tratados como a principal forma de combater as enchentes na região. De acordo com estudos feitos pelo DAEE, a região precisaria de mais 11 piscinões para eliminar as enchentes.

“Para construir novos piscinões é preciso disponibilizar áreas, o que é algo muito difícil hoje em dia. Quase não há mais áreas disponíveis próximo dos rios e córregos”, disse o gestor de Diadema. Uma alternativa estudada é a substituição dos reservatórios a céu aberto por subterrâneos, assim como o que existe na Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Por Estação Notícia - Redação
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6198 dias no ar.