NOTÍCIA ANTERIOR
Arrecadação com IPVA sobe 243% na região
PRÓXIMA NOTÍCIA
Combustíveis no ABCD estão 8,28% mais caros do que no ano passado
DATA DA PUBLICAÇÃO 13/01/2014 | Economia
Estacionamento foi item que mais subiu na ''inflação do carro'', diz IBGE
Estacionamento foi item que mais subiu na ''inflação do carro'', diz IBGE Preço de estacionamento foi o que mais subiu entre itens ligados a carros (Foto: EPTV)
Preço de estacionamento foi o que mais subiu entre itens ligados a carros (Foto: EPTV)
Inflação do transporte ficou em 3,29% no ano, segundo o IBGE.

Lavagem, conserto, gasolina e aluguel subiram mais que a inflação.


Entre os gastos de quem tem carro, o estacionamento foi o item que mais subiu em 2013: 13,75%, de acordo o IPCA, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na última sexta-feira (10).

É mais que o dobro do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a "inflação oficial" do país, por ser usado como base para as metas do governo. O IPCA fechou o ano passado em 5,91%.

A inflação do grupo transporte foi de 3,29% no ano. Em dezembro, esse grupo foi o que teve maior alta entre os 9 analisados pelo IBGE: 1,85%, contra 0,36% no mês anterior.

Além do estacionamento, o que mais pesou no bolso do motorista no ano passado, subindo mais que a inflação, foi lubrificação e lavagem (10,09%), conserto (7,03%), gasolina (6,53%) e aluguel de veículos (6,25%).

A gasolina, que saiu de uma queda de 0,41% em 2012 e para uma alta de 6,53% em 2013, foi apontada pelo IBGE como um dos vilões da inflação deste ano, junto com os restaurantes. O combustível teve seu último reajuste, de 4%, em 30 de novembro passado.

Apesar de o aumento ter sido menor que o do estacionamento, o impacto da gasolina na inflação geral foi destacado pelo IBGE por conta do peso maior do combustível no índice, de 0,25 ponto percentual.

O álcool também teve alta, de 3,62%.

Compra de carro e moto
O preço do automóvel novo em 2013 subiu 3,52%, menos que a inflação oficial. As motos tiveram alta de 1% no ano passado.

Preços que caíram
Mas nem todos os produtos ligados ao carro subiram: houve queda no preço do seguro de veículo (-0,5%), no dos carros usados (-2,42%) e no gastos com emplacamento e licença (-3,39%).

Veja quanto variaram os preços ligados a carro no ano, segundo o IBGE:
- Automóvel novo: 3,52%
- Automóvel usado: -2,42%
- Gasolina: 6,53%
- Etanol: 3,62%
- Gás veicular: 1,98%
- Estacionamento: 13,75%
- Lubrificação e lavagem: 10,09%
- Óleo lubrificante: 2,33%
- Conserto de automóvel: 7,03%
- Pneu: 4,18%
- Acessórios e peças: 4,09%
- Pintura de veículo: 5,09%
- Aluguel de veículo: 6,25%
- Emplacamento e licença: -3,39%
- Multa: 5,24%
- Pedágio: 1,99%
- Seguro voluntário de veículo: -0,50%

Por G1, em São Paulo
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Economia
25/09/2018 | Operação mira sonegação de R$ 100 mi de grupos cervejeiros e cerca Proibida
25/09/2018 | Greve na Argentina cancela voos no Brasil nesta terça-feira
25/09/2018 | Demanda por GNV aumenta até 350% após alta na gasolina
As mais lidas de Economia
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2021 - Desde 2003 à 6772 dias no ar.