NOTÍCIA ANTERIOR
Edimar esquece férias e trabalha na Câmara
PRÓXIMA NOTÍCIA
Forte chuva assusta Grande ABC
DATA DA PUBLICAÇÃO 10/03/2013 | Cidade
Encontro só de minas em Mauá mostra cenário feminino do graffiti
Encontro só de minas em Mauá mostra cenário feminino do graffiti No domingo, cinquenta grafiteiras, entre meninas da Região e de outros estados, vão colorir os muros do Zaíra, em Mauá. Foto: Divulgação
No domingo, cinquenta grafiteiras, entre meninas da Região e de outros estados, vão colorir os muros do Zaíra, em Mauá. Foto: Divulgação
Evento promovido pelo Coletivo Comunidade Viva traz um dia inteiro de atividades artísticas no Jardim Zaíra

Neste domingo (10/03), a mulherada tem encontro marcado em Mauá. O primeiro encontro de graffiti feminino Só Minas, realizado pelo Coletivo Comunidade Viva, promoverá um dia com intervenções artísticas variadas e totalmente feitas por mulheres. Tratando-se de uma festa de graffiti, não poderia ser realizada em outro lugar a não ser ruas e vielas da cidade, ambiente natural dessa arte que nasceu e se criou nas quebradas.

Os números são expressivos: 50 grafiteiras; quatro grupos femininos de rap; apresentação de maracatu feminino; apresentação de dança afro; apresentação de dança flamenca; discotecagem; exposição de livros e venda de alimentos vegan. Durante todo o domingo as ações acontecerão simultaneamente ao graffiti.

De acordo com a organizadora do evento, a grafiteira Letícia Bezerra, conhecida como Leela, este é o primeiro encontro de mulheres grafiteiras na Região, mas tem tudo para acontecer outras vezes, inclusive em outros lugares. “Virão meninas de várias cidades e estados, nós de Mauá fazemos um intercâmbio de ideias e interagimos via redes sociais, mas principalmente através dos eventos”, disse.

Qualquer pessoa pode participar do Só Minas, é só chegar. É uma oportunidade de entretenimento e conhecimento para uma região carente como o Jardim Zaíra, em Mauá. “No começo a comunidade fica um pouco resistente, mas com o tempo começa a participar. Teremos arte em várias linguagens, é diversão para periferia e também autoafirmação, pois é um tipo de arte que fala diretamente com a realidade das pessoas”, destacou Leela, que mora no Zaíra.

Entre as presenças confirmadas estão quatro meninas do Coletivo Effêmera, que se dedica à arte contemporânea das ruas e também à história das mulheres no graffiti.

Por um mundo um pouco mais colorido

Para Leela, um grande diferencial das mulheres grafiteiras é que são muito compromissadas e interessadas. Por isso, apesar de serem minoria, conquistaram respeito com muito empenho. “Não sentimos preconceito no meio do graffiti, às vezes ele vem da família, que não entende muito o propósito dessa arte, mas quando percebem que é uma atividade profissional começam a compreender”, contou, acrescentando que nos desenhos das meninas é comum ver cores bem femininas como o rosa e o lilás, além de motivos delicados. Mas isso não é regra, algumas gostam de desenhos mais combativos, e todas elas sabem que cada uma tem seu estilo e não precisa se parecer com um desenho masculino para ser respeitado.

Comunidade Viva

O projeto comunitário Comunidade Viva foi fundado há dez anos por grafiteiros de Mauá com a finalidade de apoiar e promover iniciativas artísticas. Trata-se de um ponto de cultura itinerante que ensina e apresenta grafitti, circo, música e maracatu. Um dos projetos vinculados ao Coletivo mais conhecido é o Ocupação Graffiti, iniciativa mensal que integra a arte com a comunidade e oferece oficinas culturais. “O Ocupação Graffiti está suspenso desde novembro de 2012 por falta de apoio e patrocínio. É uma pena, porque a procura é muito grande, principalemente por parte das crianças, adolescentes e até mesmo das meninas. O importante é que não paramos de vez, fazemos ações isoladas, como o Só Minas, e aguardamos poder voltar à ativa”, contou Leela.

Serviço:

Só Minas


O evento Só Minas será realizado no domingo (10/03) a partir das 10h. Local: avenida Presidente Castelo Branco (viela Antonio Morgon) ao lado do supermercado Zaíra, Jardim Zaíra 4, em Mauá. Participação gratuita.

Por Marina Bastos - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2021 - Desde 2003 à 6771 dias no ar.